Augusto Bandeira

Há ou não há diferenças?

 

milenio stadium - diferencas men-women-10-3-18

 

Homens e Mulheres, há ou não diferenças? Claro que há algumas.

Uma das provas é que mulheres ganham menos do que os homens no desempenho do mesmo papel, isto é, a fazer exatamente o mesmo trabalho.

Todos nós crescemos e sempre ouvimos dizer que somos todos iguais, mas não somos. Convençam-se disso, não somos melhores nem piores do que ninguém, mas ainda há preconceitos do sexo forte ou fraco e aí começam muitas diferenças que se julga serem iguais, mas entre mulheres e homens há algumas diferenças.

O Dia da Mulher foi no passado dia 8 de março, por estes lados pouca atenção se dá, muito pouco se celebra, já por terras portuguesas se dá muita atenção. As mulheres juntam-se em grupos e celebram da forma que podem. Nos últimos anos, mais do que nunca, começou-se a festejar o Dia da Mulher, o que eu concordo que façam. Dia da Mulher que segundo reza na história, a ser verdade ou não, a origem remonta a 8 de março de 1857, depois do desagrado das condições de vida e das condições de trabalho, grupos de operárias norte americanas e russas protestaram nos seus países contra as condições de vida e de trabalho. Desde então que em certos países, as mulheres sempre defenderam os seus direitos pela igualdade, em muitos casos com toda a razão.

Hoje mais do que nunca se vê mulheres a exercer trabalho que, noutros tempos, eram só para homens. Temos exemplos claros e à vista de todos, em terras canadianas, na construção. Entra-se num prédio em construção e logo se encontram mulheres a desempenhar o papel que, no passado, era só de homens, tipo, engenheiras na gerência da construção, na carpintaria, na colocação de placas de gesso, eletricistas, picheleiras, pintura etc., até na operação de gruas. Isto é saudável de ver e deve-se a quê? Ninguém consegue perceber esta realidade, sabemos que há mais mulheres do que homens, o que não acontecia no passado. Hoje nascem mais rapazes que raparigas, mas a realidade é que nos últimos censos de 2021 do INE, Instituto Nacional de Estatística, em Portugal entre os 10 milhões 345 mil residentes, 4 milhões 921 mil são homens e 5 milhões 424 mil são mulheres. Significa que por cada 100 mulheres existem 91 homens, se continuarem a nascer mais rapazes como ultimamente tem acontecido as coisas podem inverter. O facto de haver muitas mulheres a desempenhar funções que, no passado, eram para homens, não podemos dizer que é porque os homens estudam mais, isso era no passado.

No que toca à escolaridade, os dados revelam que em Portugal, as raparigas entre os 18-24 anos abandonam menos a escola do que os rapazes, e a prova é que hoje o número de licenciados em Portugal é superior nas mulheres, há mais mulheres a frequentar o ensino superior. Por isso mesmo, há altos cargos estão a ser ocupados por mulheres e veja-se num dos bancos portugueses, a administração era só homens, há relativamente poucos anos entrou uma senhora para o pelouro financeiro, continua como administradora e hoje é uma entre três mulheres na comissão executiva. Uma comissão com oito membros três já são mulheres, quando no passado bem recente era uma. E eu pergunto: será que têm as mesmas regalias, igualdades de ordenado, por exemplo? Pelo que saiu a público não têm e se fazem o mesmo que os homens e algumas mais rápido e com melhor qualidade, por que não receberem o mesmo? Será pelo facto de as mulheres poderem ficar grávidas e aí terem de deixar o posto de trabalho durante algum tempo o que pode vir a prejudicar a entidade patronal? Eu pergunto: mas será que se olha a essas coisas? Claro que sim e vai olhar-se sempre, embora hoje as mulheres deixem para mais tarde o plano familiar. Outras abandonam o trabalho para se dedicar por completo à família, mas relativamente ao ponto importante é que nesse banco as mulheres com as mesmas funções e responsabilidades levam para casa menos 460 euros por mês, isto não é justo, mas infelizmente é assim que funciona. Quando um banco nacional tem destas coisas absurdas como vai um privado remunerar as mulheres da mesma forma que os homens? É um caso que mais vale deixar para elas pensarem e continuarem a lutar pela igualdade.

O mundo sem mulheres não era igual, penso eu de que.

Bom fim de semana.

 

Augusto Bandeira/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER