Temas de Capa

Um natal diferente

Um natal diferente-portugal-mileniostadium
DR.

Neste Natal vai haver lugares vazios na mesa… uns que já não se encontram cá, os pais que se separaram , os que trabalham longe, ou outros que responsavelmente optaram por não partilhar o bacalhau com as batatas e as rabanadas. 

Com o espírito de Natal e nos dias que correm, existe também a ansiedade, o cansaço, a incerteza e a responsabilidade. As autoridades  permitem decidir o contexto em que cada família poderá viver o Natal em família.  Não será bem o mesmo Natal de outros tempos…mas mesmo assim as salas e as ruas vão estar decoradas e as árvores de Natal feitas.

É a época mais festiva do ano, tendo em conta esta nova realidade em que nos inserimos, pode até parecer difícil festejar o nascimento de Jesus Cristo em segurança.

Será que todos nós vamos ter novos costumes, nunca vividos? Deixo aqui algumas ideias para viver este estranho Natal em família. 

Com todas as regras de distanciamento social  poderá dar um passeio pelas ruas da sua cidade para apreciar as luzes cintilantes que a iluminam e que a tornam ainda mais bonita. Não é a mesma coisa, mas fazê-lo dentro do carro é a melhor forma de se sentir seguro. E para melhor sentir esse ambiente, ligue o auto-rádio e cante, …”Last Christmas I gave you my heart  But the very next day you gave it away ,This year, to save me from tears I’ll give it to someone special…”-um chocolate quente ajudará os seus dotes vocais. Cante e encante com a música. Se há época que pede música, é o Natal.

Pense nas suas canções de Natal favoritas: será a All I Want For Christmas Is You, de Mariah Carey?  Ou o Last Christmas, de Wham? Adicione-as à sua playlist natalícia de 2020 e, se possível, até as use como toque de telemóvel. 

Que tal neste Natal experimentar aquele prato que sempre quis fazer, mas para o qual nunca reservou o tempo? Pode preparar um prato que goste ou simplesmente fazer doces tradicionais de Natal para oferecer à família mais próxima. 

Por vezes, estamos tão ocupados que nem nos apercebemos de que precisamos de desacelerar para conseguirmos ser mais eficazes em tudo o que fazemos. Agora pode ser a altura certa para as atividades na cozinha e dar asas à imaginação – especialmente se nunca o fez antes. Talvez este hábito se torne uma tradição nas festividades dos próximos anos.

Imagina-se cheio de farinha e ovos, a cantar os grandes ícones musicais de Natal? Coloque o seu avental favorito e aproveite o momento para preparar os seus doces. Além de ser relaxante, vai adoçar um pouco os seus dias e fazer com que, automaticamente, entre no espírito natalício. Afaste todos os sentimentos de tristeza e “suje a cozinha.”

Lembre-se de que criar a magia está nas suas mãos!

Desde o início da pandemia que a ideia de estarmos afastados de quem gostamos está presente e é particularmente dolorosa; em particular, os avós e os netos têm sido os mais “sacrificados” por este injusto tempo. Há muitas décadas, tínhamos as cartas pelo correio e podíamos “ler”; depois, graças ao telefone, para quem os tinha, já nos podíamos “ouvir”; hoje, com os meios de comunicação online (redes sociais, por exemplo), já nos podemos “ler”, “ouvir”, “falar” e “ver”. O que falta? Tocar, abraçar, beijar! Pois, nem só de palavras e imagens vive o afeto. 

Precisamos mudar nossa mentalidade em relação a esta época do ano e entender que existe um objetivo muito maior por trás de toda essa agitação. A vacina é o presente que todos queremos, para que possamos passar mais tempo com quem amamos. 

Acredito que num ano como este, com a covid-19, é possível avaliar o que, afinal, é importante na vida. Ter um Natal mais simples em coisas e mais recheado em significado, atitudes, gestos e palavras nunca fez tanto sentido.  Feliz Natal!

Paulo Perdiz/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER