Temas de CapaBlog

Casamentos pequenos vão manter-se depois da pandemia?

A pandemia obrigou as empresas e os noivos a repensarem a tradicional festa de casamento. É certo que alguns noivos preferiram aguardar pelo fim da pandemia e adiaram o casamento, mas por outro lado houve quem preferisse fazer uma cerimónia mais pequena e intimista praticamente sem convidados para além de alguns familiares.

 

Casamentos pequenos vão manter-se-canada-mileniostadium
Créditos: Diana Pires Event

 

O Milénio Stadium falou esta semana com duas empresárias luso-canadianas do ramo da organização de casamentos que estão localizadas na GTA e foi tentar perceber quais são os valores médios para organizar uma festa de casamento. Bernadette Galego fundou em 2007 a Serendipity e tem três pacotes de casamento cujos preços variam entre $1,350 e $4,500. A empresa é certificada pelo The Wedding Planner Institute of Canada e embora esteja a organizar casamentos mais pequenos por causa da pandemia, a empresária acredita que a tendência não é para continuar quando a vida voltar à normalidade. Tal como a maioria do sector, Bernadette Galego teve de dispensar colaboradores devido à redução da procura pelo serviço, mas está confiante que quando a província avançar com as próximas fases do plano de reabertura mas noivos vão querer casar.

Diana Pires dedica-se em exclusivo à organização de casamentos de luxo. A empresa tem mais de 13 anos e na página oficial até disponibiliza dicas para planear um casamento durante a pandemia. A empresa já apareceu em várias revistas do sector, como por exemplo The Wedluxe Magazine, Elegant Wedding, Lavish Dulhan, Today’s Bride e The One Magazine. Diana Pires também foi considerada pelo popular BlogTO uma das dez melhores organizadoras de casamentos de Toronto. Ao contrário de Bernadette Galego, Diana acredita que os casamentos mais íntimos se vão manter depois da pandemia.

Milénio Stadium: Quanto é que custa organizar um casamento na Serendipity e que tipo de serviços é que os vossos pacotes incluem?

Casamentos pequenos vão manter-se-canada-mileniostadium
Bernadette Galego
Serendipity. Crédito: DR.

Bernadette Galego: Oferecemos três tipos de pacotes.  Full Wedding Planning (Planeamento e Organização completa) que custa $4,500, Partial Planning (Planeamento de desenho e organização) que custa $3.000 e Coordenação do dia do Casamento que custa $1,350. Se precisarem de mais informações basta ir ao nosso website www.serendipityandco.ca Também podemos criar um pacote especial para os servir melhor dependente do orçamento do casal.

MS: Com a COVID-19 os noivos têm procurado cerimónias mais pequenas. Como é que foi a adaptação, quais são os desafios e acha que esta tendência se vai manter depois da pandemia?

BG: Nem todos os nossos clientes quiseram seguir só com a cerimónia, mas tivemos alguns e foi realmente muito bonito e íntimo.  Todos os casais que decidiram casar disseram que se sentiram muito mais calmos e sentiram muito amor entre não somente o casal, mas com os poucos familiares que puderam assistir. Julgo que esta tendência não se vai manter quando a pandemia terminar porque os casais preferem celebrar a cerimónia e a festa no mesmo dia. Mas para quem decidiu casar durante a pandemia, o feedback que tenho é que não se arrependeram.

MS: Antes da pandemia, quantos casamentos organizavam em média? E depois da pandemia? Já têm muitas marcações para quando a província alargar o número de convidados permitido num casamento?

BG: Antes da pandemia tínhamos 29 casamentos marcados para o ano 2020 e tínhamos a certeza que íamos marcar muito mais porque o ano estava a começar.  Desde que a pandemia começou só fizemos um casamento com festa de 50 convidados em novembro e uma cerimónia em dezembro.  Este ano já tivemos três cerimónias e em julho esperamos organizar mais duas. Para já temos cinco casamentos em agosto. Estamos a aguardar por mais informações do governo de Ontário para sabermos quantos convidados são permitidos nas festas e em que condições. Mas temos esperança de que vamos poder organizar mais casamentos a partir de setembro.

MS: Quantos anos é que tem de experiência no ramo e o que a levou a fundar a empresa?

BG: A Serendipity & Co começou em 2007 e até o princípio da pandemia já tínhamos organizado mais de 230 casamentos em 13 anos. Temos casamentos já marcados para 2023 e estamos confiantes que vamos poder seguir com as festas e voltar ao nosso trabalho. A Serendipity nasceu de um sonho.  Sempre gostei de organizar festas, mas nunca tinha pensado ser organizadora de casamentos. Um dia uma pessoa que trabalha no setor convidou-me para organizar o casamento de uma família que tinha muitos problemas. No fim da festa essa pessoa disse-me que me devia dedicar a esta carreira porque tinha muito talento. Foi a partir daí que me tornei numa empresária e numa organizadora de casamentos. Tem sido uma paixão e carreira que adoro!

MS: Quantos colaboradores é que emprega e quais são as suas funções?

BG: Nesse momento tenho uma equipa de nove assistentes. Sou a desenhadora e organizadora principal, mas as assistentes ajudam no dia do casamento.  Tenho duas assistentes que também podem planear e ser leaders e a Serendipity tem capacidade para fazer três casamentos por dia.

MS: Qual foi o pedido mais fora do normal que já recebeu para organizar um casamento?

BG: Há muitos anos tive uma cliente que queria que os seus cães fizessem parte da receção. A cliente queria sentá-los à mesa com o casal e queria que os cães participassem na festa tal como os convidados. Mas não foi possível cumprir o desejo da cliente porque os cães não são permitidos dentro de salões de festa quando estão a servir comida. Mas algumas cerimónias que organizo são em jardins exteriores e os cães podem participar como “cãezinhos das alianças”.

Casamentos pequenos vão manter-se-canada-mileniostadium
Diana Pires, wedding planner do companhia Diana Pires Events. Crédito: DR.

MS: Quanto é que custa organizar um casamento na Diana Pires e que tipo de serviços é que os vossos pacotes incluem?

Diana Pires: Na Diana Pires Events estamos dedicados a dar vida aos sonhos dos clientes. A nossa abordagem é centrada no cliente e é graças ao entusiasmo e à paixão de cada membro da nossa equipa que garantimos que o cliente vai ter uma experiência luxuosa, elevada e personalizada.  Somos especializados em projetar e executar produções de eventos em grande escala. Cada evento que organizamos envolve inúmeras horas de amor que são investidas na logística, design e execução de alguns dos eventos mais memoráveis e importantes da sua vida. Temos uma variedade de serviços que oferecemos aos nossos clientes, desde a design e produção de evento, ao planeamento e conceção completos, até coordenação do mês do casamento. Os nossos preços variam muito e são de acordo com as necessidades específicas de cada cliente.

MS: Com a COVID-19 os noivos têm procurado cerimónias mais pequenas. Como é que foi a adaptação, quais são os desafios e acha que esta tendência se manter depois da pandemia?

DP: Planear um casamento durante a Covid-19 não é nada fácil. Casais em todo o país estão a debater-se se devem adiar os seus planos de casamento ou avançar sob as novas restrições e diretrizes. Apesar dos desafios, estou feliz em dizer que fomos capazes de superá-los. Certamente veremos uma tendência em eventos mais íntimos, mas a realidade é que todos estão ansiosos para poder reunir-se com pessoas e celebrar. Com um casamento íntimo, os casais podem concentrar-se em fornecer uma experiência personalizada aos seus convidados. Eu sinto que quando a pandemia acabar, veremos um aumento de eventos e um mundo mais cheio de alegria e celebração.

MS: Antes da pandemia, quantos casamentos organizavam em média? E depois da pandemia? Já têm muitas marcações para quando a província alargar o número de convidados permitido num casamento?

DP: Antes da pandemia, planeávamos mais de 25 eventos por ano e, durante a pandemia, estávamos a reorganizar muitos desses eventos. Muitos deles optaram por adiar para o ano seguinte. Como a província de Ontário continua com o seu plano de reabertura, estamos a ter um aumento nos agendamentos. Os casais estão ansiosos para começar o seu processo de planeamento porque muitos começam a planear connosco 12 a 18 meses antes da data do casamento. Esperamos que os números aumentem, mas somos realistas com os clientes sobre as expectativas com o aumento da contagem de convidados à medida que avançamos, porque não sabemos como vai ser o futuro próximo.

MS: Quantos anos é que tem de experiência no ramo e o que a levou a fundar a empresa?

DP: Há cerca de 15 anos que planeio casamentos e eventos e oito desses anos foram numa carreira a tempo integral. A indústria de eventos traz-me muita alegria e esse é um dos principais motivos pelos quais me tornei organizadora de eventos. Adoro ser criativa e dar vida aos sonhos das outras pessoas numa celebração que lhes traz tanta alegria.

MS: Qual foi o pedido mais fora do normal que já recebeu para organizar um casamento?

DP: No nosso mundo de casamentos e eventos, muitas vezes temos pedidos que são mais pessoais e confidenciais. E de vez em quando temos alguns pedidos inesperados, como um pedido de um falcão para estar presente durante a sessão de fotos dos noivos com os convidados. Uma noiva também já me pediu para cortar a parte interior do seu vestido antes de subir ao altar porque estava com muito calor! Sinto que nunca existe um pedido pequeno ou grande que não possamos atender e estamos sempre prontos para encontrar a melhor solução para cada caso.

Joana Leal/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Não perca também
Close
Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER