Temas de Capa

Que ar se respira? Onde estamos e para onde vamos?

Que ar se respira-toronto-mileniostadium
Créditos: DR

Olá, olá,

Muito bom dia.  Boa sexta-feira.  Espero-vos bem.

Vamos saltitando de semana em semana. Respirando este ar que nos engolfa. É bom ar? Ou tem bom ar? Já não se sabe. Pelo menos é o que eu sinto. Vamos ao assunto para não se perder muito tempo.

Estamos em fase de desconfinamento. Estaremos mesmo? Ou é impressão só minha de que, temos um mau ar que nos “assombra” mesmo com os números de casos a decrescer?

A assombração das variantes. Não só nos condicionam, como não nos permitem realmente respirar. Andamos praticamente “sleep walking” a aguardar que este pesadelo passe para o além.  Com o maior número de pessoas a serem vacinadas.  A esperança avizinha-se, não obstante, as notícias nem são todas muito positivas. Estamos melhor, mas cuidado. Vem aí esta, aquela e a outra variante. Sempre com o “mau olho” por detrás da porta.

O novo “normal” jamais o será. O que é que continua a prevenir a reabertura dos espaços na restauração, por exemplo?  Os ginásios? Os recintos mais recatados? Se há já forma de controlar o número de utentes? Porque não admitir que estes governantes já andam à “nora” há meses?

Confundem-se de tal forma que até nós ficamos confusos. Já não há tolerância para este tipo de atitude.  No aeroporto, por exemplo e falo por experiência própria, qual quê de distanciamento social?  Qual quê de não tocar nesta ou noutra superfície?  Já chega de hipocrisia. Há que restaurar, reiniciar, ainda que mais vagarosamente, a fé e a esperança em nós humanos. Já chega de ataques de ansiedade. De atrofiamentos psicológicos e sentimentais.  Já chega.  Já para não falar da falta de mão de obra. Até nisso o nosso governo errou.

“Borrou a opa” por completo. Espalhou-se ao comprido. Facilitou a vida a quem precisou, sim, mas também facilitou a vida dos preguiçosos, que pura e simplesmente auferem mais em casa do que se regressarem ao ativo.  Estou completamente abismada com a falta de ética, bom senso e falta de realismo na qual a nossa sociedade mergulhou durante esta pandemia. Muitos pedem para que esta nem termine.

É o que é e vale o que vale. Mais não digo. Cuidem-se. Muita saúde e só coisas boas, vos desejo eu.

Até já,

Cristina DaCosta/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER