Saúde & Bem-estarBlog

Decluttering – O hábito que mudará a sua vida

O hábito que mudará a sua vida-saude-mileniostadium
Créditos: DR

Tem a tendência de acumular coisas? Talvez nunca tenha sequer pensado sobre esta questão. Não importa o quão limpo e arrumado você seja naturalmente, é muito fácil a  desordem acumular-se em casa. Há as cartas, os livros, material escolar, formulários de impostos e tantas outras bugigangas que vamos guardando aqui e acolá. A verdade é que há um custo mental associado ao acúmulo e à desordem.

Os nossos hábitos e relacionamento com os bens materiais refletem-se diariamente no nosso plano mental. Várias investigações feitas por psicólogos comprovaram que casas e espaços de trabalho desarrumados deixam as pessoas mais ansiosas, desamparadas e oprimidas. Os dados mostram como a desordem faz subir os níveis de cortisol no nosso corpo, gerando ansiedade e até depressão, principalmente em mulheres. Felizmente, existem métodos simples de acabar com esse problema.

Um deles, conhecido como “decluttering”, tem cada vez mais adeptos. Fazer um “decluttering” é o ato de nos livrarmos do que está em excesso e a obstruir a nossa casa ou outros espaços nos quais passamos tempo.

A tendência de “decluttering” está muito associada ao minimalismo, o estilo de vida em que se preza o essencial em vez do excesso.

Ficou interessado? Siga estes passos:

A gaveta da tralha

Um bom exercício para começar é esvaziar a famosa “gaveta da tralha”. Sim, todas as casas têm uma. Aquela gaveta onde vão parar papéis aleatórios, botões, pilhas, moedas soltas, amostras de produtos, elásticos, clips, canetas e pequenos objetos quando esvaziamos os bolsos. Resumindo, uma mescla de itens de que nunca mais se lembra. Vire tudo para cima da mesa e faça uma seleção do que realmente precisa. O ideal aqui, e também o grande desafio, é devolver tudo ao seu devido lugar e ficar com essa gaveta livre para arrumar o que realmente precisa. Principalmente, livre-se de tudo o que puder. Uma boa regra é que se não usou um determinado item nos últimos três meses, provavelmente não precisa assim tanto dele. Pelo menos quando se trata de pequenas bugigangas.

O hábito que mudará a sua vida-saude-mileniostadiumO guarda roupa

Faça uma revisão ao seu guarda roupa. Separe as peças que já não usa ou que não lhe servem e opte por doar ou vender a uma loja de artigos usados. Se tiver que pensar duas vezes antes de se desfazer de uma peça de roupa, faça estas perguntas: a peça está estragada? Se sim, arranje numa costureira ou lavandaria. Se não for possível então livre-se dela! Próximas perguntas: quantas vezes utilizou essa peça no último ano? Quantos visuais ou conjuntos consegue construir com essa peça? Se a resposta for menos de três, então provavelmente está na hora de dizer adeus e dar-lhe um destino melhor.

O hábito que mudará a sua vida-saude-mileniostadiumA casa de banho

Nesta área da casa, comece por deitar fora tudo o que for recipientes vazios ou quase vazios no chuveiro. Esta situação é como a síndrome do pacote de leite: ninguém quer ser o último a terminar o champô, então ele fica lá por meses a fio apenas a ocupar espaço. Passe aos seus armários e gavetas. Vai ficar surpreendido com a quantidade de cabelos soltos e outras coisas indesejadas que encontrará. Limpe tudo e deite fora embalagens de produtos de higiene, tubos de pasta de dente vazios, produtos antigos e tudo o que encontrar fora da norma! Com certeza vai encontrar discos de algodão espalhados, tubos de máscara de pestanas expirados, uma variedade de produtos de limpeza… só para citar alguns. Isso acaba agora.

A cozinha

Passamos a uma das divisões onde a desorganização se instala mais facilmente. Quando se trata da cozinha, é o que está no interior que conta. Deite fora alimentos que já passaram do prazo de validade, limpe os armários e frigorífico e depois maximize o espaço de arrumação. Com um projeto DIY rápido pode montar umas prateleiras extra para ampliar o espaço de armários, despensa e até nas próprias paredes livres da cozinha. organize as suas especiarias, crie espaços dedicados a cada grupo de alimentos e vai ver como até fica mais fácil de cozinhar quando tiver tudo no devido lugar e utilizável.

O cantinho dos remédios

Não se esqueça deste que é um dos lugares mais importantes e simultaneamente uma parte da casa passa muitas vezes pelo esquecimento! Imagine que precisa de um medicamento que pensa que tem, mas depois vai ver e está fora da validade! Medicamentos antigos não são algo que quer ter em sua casa. Verifique todas as datas de validade e lembre-se de devolver o que já não estiver bom ao seu farmacêutico para que ele descarte de forma segura. Se está a tentar viver a vida de forma mais holística, pode começar agora a construir o seu armário de produtos naturais.

A sua mala diária

Por último, mas não menos importante, limpe a sua mala. Não é exatamente parte da casa, mas é a mini casa que levamos sempre connosco. Vai encontrar pacotes vazios de chiclete, protetor labial antigo, embalagens amassadas, lenços de papel sujos, faturas antigas e muito mais. Definitivamente está na hora de limpar tudo isso. Esvazie a sua bolsa e, depois de se livrar de todo o lixo, coloque de volta o essencial: a carteira, uma pequena bolsa de maquilhagem ou higiene (o tradicional nécessaire), uma caneta ou lápis, uma agenda, um pequeno pacote de lenços e as suas chaves. Os conteúdos vão depender muito de cada pessoa. Leve consigo o que precisa para o dia a dia. A questão fundamental é: não leve mais do que o necessário, mantenha a sua mala limpa e organizada. Atualmente já existem organizadores apropriados para inserir dentro do seu tote ou mala de ombro com compartimentos pensados especialmente para cada objeto, desde o computador portátil ao telemóvel, garrafa de água, carteira, agenda e outros pertences. Aposte na organização e verá como vai ser mais fácil encontrar as suas chaves da próxima vez, ao invés de ter de revirar tudo a apalpar até que elas apareçam!

Estes são os primeiros passos para a sua primeira sessão de “decluttering”. Pode sempre expandir estes hábitos a qualquer outra divisão da casa ou cantinho que precise de ser organizado. O ideal é criar o hábito de fazer este processo periodicamente, como por exemplo uma vez por mês.

Ao incorporar este processo na sua vida, verá que a sua mente também começará a ter uma visão diferente dos objetos que traz para casa, do espaço e função que eles vão tomar à sua volta. Sentir-se-à mais leve e feliz por viver em espaços livres de bloqueios, mais bonitos e organizados, onde tem simplesmente o que realmente precisa.

Telma Pinguelo/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER