Temas de Capa

É normal ter medo

é normal ter medo-milenio-capa
Créditos: David Ganhão

Medo, todos têm e ninguém admite.

Medo, não se vê, não se apalpa nem se consegue deitar fora. O medo é um ser silencioso.

Pois, só mesmo os valentes é que, por vezes, dizem: “eu não tenho medo de nada”, mas na realidade e acontece com todos, mas ninguém admite, todo o ser humano tem medo de algo ou podemos dizer de tudo. Atenção que o medo não tem nada a ver com coragem, não venham os corajosos dizer que nada lhes mete medo. O medo existe e em certos casos muito mais nos poderosos, quantas vezes se escondem com o medo de alguém se aproximar, alguns nem saem na noite com medo de serem assaltados. Mas, atenção, é normal ter medo. Medo de perder o que conseguiu até ali, medo de voltar a zero, todo o cidadão tem esse medo, quantos perdem horas de sono nesta altura com o medo das taxas de juro aumentarem muito mais. Sinceramente, eu passei por isso no passado e, nessa altura, eu tinha mesmo muito medo que tal pudesse acontecer, o medo de vir a perder algo que tanto nos custou com a falta de poder económico para aguentar as despesas. Só mesmo quem não luta e faz por algo é que não sente este tipo de medo. Eu tenho medo de tudo e, ao mesmo tempo, nem tudo me mete medo, isto é, há coisas que nós próprios criamos, esse medo com o qual não nos devíamos preocupar. 

Muito sinceramente não tenho medo de guerra, nem nisso penso porque vivo num país democrata e será difícil acontecer uma guerra, medo teria se vivesse ou trabalhasse num país de conflitos, aí a qualquer momento pode começar uma guerra, mas tenho muito medo das pandemias. Sempre tive medo de ser contagiado com doenças que passam de ser para ser, mais medo ganhei ultimamente por uma simples razão, esta que estamos ainda a viver. Os entendidos ainda não foram capazes de encontrar uma solução e, sim, eu tenho medo do que pode vir a acontecer  no futuro. A ciência de que tanto se fala deve estar com o mesmo sentimento de medo ao não conseguir encontrar a solução para este problema, agora que, vamos dizer, nós dependemos deles. Não tenho medo de um fracasso na economia, tenho sim receio que venha a acontecer e ninguém deve de ter medo de uma economia que nos venha atingir, enquanto se puder andar e mexer o corpo esse medo passa. Um fracasso na economia é causado pelo ser humano e pode ser evitado, se cada um gastar dentro das suas possibilidades e os governantes governarem para o que foram eleitos e não a eles próprios e prejudicarem o país. Instituições que são mal geridas por falta de capacidade. Tenho muito medo dos governos, atualmente, esses são o fracasso e é disso de que se deve ter medo. 

Sim, medo! Muito medo do futuro dos meus mais próximos, dos netos. Que futuro se aproxima para eles? Será que hoje se está a fazer tudo certo para preparar o futuro das próximas gerações? Disto eu tenho muito medo. Basta olhar à nossa volta e já se vê uma falta de ser e capacidade de respeitar os próximos. Sempre houve, mas cada vez existe mais, nos tempos que correm é disto que eu tenho mais medo, também tenho medo que não se acredite na verdade e se siga em frente com a mentira. Por exemplo, estar sentado a ouvir um juiz e ser julgado pela negativa simplesmente porque a mentira caiu em verdade e ser julgado por uma mentira. Medo de que destruam a imagem da minha pessoa. Acontece todos os dias, pessoas são destruídas por mentiras, eu tenho medo disso, medo dos que só ouvem e acreditam na última história e julgam as pessoas mal julgadas, disso eu tenho e sempre tive muito medo. Já passei por casos parecidos onde foi difícil dar a volta, por isso é que muitas vezes mais vale o silêncio, mas mesmo do silêncio eu tenho medo. Tenho medo das doenças silenciosas, estas não batem à porta para entrar e depois nunca mais saem. É das coisas de que mais medo tenho.

Não tenho medo de ficar careca, se acontecesse poupava dinheiro no corte, agora para muitos é moda, não tenho medo de ficar com os cabelos brancos, isso é charme e está na moda,  não tenho medo da perda de amigos e adoro ter amigos, mas vão uns vêm outros, os que vão é porque não faziam falta e só atrapalhavam, todos fazemos falta desde que se saiba respeitar, mas tenho medo que se falte ao respeito… afinal, tenho medo de muita coisa.

Meus caros amigos, o medo existe e muitas vezes pode desenvolver-se por várias razões, tipo um trauma. 

Bom fim de semana e admitam que têm medo de algo.    

Augusto Bandeira/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Não perca também
Close
Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER