Editorial

MJMJ

Maria João Maciel Jorge

 

Maria João Maciel Jorge

A edição desta semana do Milénio Stadium destaca os feitos de uma pessoa no mundo académico.  Destacar seres humanos nunca é uma tarefa simples, pois a defesa excessiva ou insuficiente de alguém cria, na maioria das vezes, desequilíbrios e injustiças que são passíveis de análise por muitos que se consideram detentores de competências acima do comum da maioria de nós.

Falar de Maria João Maciel Jorge é analisar o imigrante que veio para um país estranho à procura de uma vida melhor, por vezes por opção e muitas vezes não.  A integração na sociedade dos nossos países de adoção exige sacrifício e visão do que é possível fazer sem dispor de todas as ferramentas. 

Adotar o mundo académico como projeto de vida é um caminho iluminado para servir a sociedade de uma forma altruísta. Para considerar o valor e o objetivo de uma formação universitária, é também necessário ter a visão de que se será intelectualmente moldado com experiências transformadoras que vão para além da aquisição de conhecimentos e competências, para além da aquisição de valores, pensamento crítico e curiosidade intelectual.  Estes requisitos, que alteram a vida, preparam um indivíduo para o sucesso profissional e/ou dão-lhe inspiração para abraçar uma missão que resulta na melhoria dos outros.  

MJ escolheu e a sociedade luso-canadiana é mais rica devido às suas escolhas. A arte de ensinar e de comunicar é um trabalho de vida, muitas vezes ingrato, porque os alunos não compreendem de onde vem o ensino.  Dizer palavras não é ensinar.  Ensinar vem da preocupação com a expansão daqueles que aceitam o cultivo da mente e têm a coragem de se tornarem pessoas melhores.  Então, porque é que há indivíduos que se colocam à frente de uma turma a colonizar as mentes das pessoas com sementes de conhecimento, muitas vezes sem o apreço daqueles que não compreendem o que inspirou as palavras que acabaram de ouvir?  Essas palavras servem como um catalisador para o conhecimento intelectual que irá expandir a sua visão do mundo.

Maria João deu os seus passos para a expansão e promoção da compreensão cultural e linguística a centenas de mentes humanas, resultando num caldeirão de diversidade onde indivíduos de várias origens e culturas melhoraram a sua competência cultural e alargaram as suas perspetivas sobre os estudos lusófonos.  O caminho de Maria João continua a formar-se, vislumbrando novos patamares e alcançando novas áreas de desenvolvimento pessoal, e a Universidade de York nomeou-a Assistant Dean, Global and Community Engagement.  

Como é justo que uma imigrante portuguesa, de origens humildes, tenha atingido uma fase no seu serviço à sociedade que merece o nosso respeito e a nossa gratidão por se ter esforçado, por não se acomodar.  As universidades têm pela frente a difícil tarefa de educar uma nova geração de estudantes em tempos de transformação, em que a IA e os meios de comunicação social afetarão quem eles se tornarão.  Serão necessários educadores visionários para transformar a próxima geração num catalisador para um mundo melhor.

Parabéns, MJMJ, por ter decidido fazer parte desse processo.

MJMJ

This week’s edition of Milenio Stadium is highlighting an individual’s achievements in Academia.  Headlining human beings is never a simple task because over or under advocating for someone more often than not creates imbalances and unfairness which are open to analysis by many who consider themselves to have  skills above the commonality of most of us.

Discussing Maria João Maciel Jorge is an analysis of the immigrant who came to a strange country looking for a better life, sometimes by choice and often not.  Integrating into the society of our adopted countries requires sacrifice and vision for what is possible without having all the tools in the box. Adopting academia as your life project is an enlightened path to serve society in a selfless way. To consider the value and purpose of a University education you also need the vision that you will be intellectually shaped with transformative experiences that go beyond the acquisition of knowledge and skills, plus the procurement of values, critical thinking and intellectual curiosity.  These life altering requirements prepare an individual for professional success and/or inspiration to embrace a mission which results in the betterment of others.  MJ chose and the Portuguese Canadian society is richer because of her choices.  The art of teaching and communicating is a lifework which is often thankless because learners do not understand where teaching comes from.  Mouthing words is not schooling.  Teaching comes from caring about the expansion of those who accept the cultivation of the mind and to have the courage to become better people.  So, why are there individuals who stand at the front of a class colonizing people’s minds with seeds of knowledge often without the appreciation of those who don’t understand what inspired the words they just heard?  Those words serve as a catalyst for intellectual knowledge which will expand their world view.  

Maria João has taken her steps to the expansion and promotion of cultural and linguistic understanding to hundreds of human minds, resulting in a melting pot of diversity where individuals from various backgrounds and culture enhanced their cultural competence and broadened their perspectives  about Lusophone studies.  Maria João’s path continues to form by visioneering new plateaus and reaching new areas of personal development and York University appointed her to be Assistant Dean, Global and Community Engagement.  How fitting that a Portuguese immigrant of humble beginnings has reached a stage in her service to society deserving of our respect  and our gratitude for endeavouring to not settle.  Universities have difficult tasks ahead in educating a new breed of students in transformative times where AI and social media will affect who they become.  It will take visionary educators to transform the next generation to be the catalyst for a better world.

Congratulations MJMJ for deciding to be part of it.

Manuel DaCosta/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

O Facebook/Instagram bloqueou os orgão de comunicação social no Canadá.

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER