Entretenimento

Ford Airport

A BLAST FROM THE PAST

The Ford Airport in Dearborn, Michigan, U.S.A, operated from 1924 to 1947 and was approximately 360 acres in area. It is considered to have been the forerunner of modern airports. The buildings and structure at the airport complex were strategically designed by famed architect Albert Kahn. The original aircraft related amenities are still in use today as part of the Ford Motor Company testing facility, known as the “proving grounds”. These grounds are used to test company fabricated automobiles in order to establish handling, braking data as well as skid pad testing, which reveals “G” force criteria. The original passenger area and terminal were demolished in 1962 and one remaining hangar was left intact and used as an experimental engine test facility. This facility was demolished in 2018 and the only structure still standing on these lands is the “Dearborn Inn”, a hotel that Henry Ford built across the Ford Airport to house and feed air travelers.   

Aeroporto Ford-toronto-mileniostadium
credits: Armando Terra

From the inception the Ford Airport was considered to be a very modern airport. Initially it was equipped with two grass runways, flood lights for night landings, the largest privately owned permanent demountable air ship mooring mast. Unfortunately, this mooring mast was only utilized twice and subsequently demolished in 1946.

This new airport revealed many United States and World “premiere firsts”. The first U.S. concrete runways were poured at Ford Airport, the first U.S. Airport Hotel “the Dearborn Inn”, the first contracted airmail service, first radio control transmission for a commercial flight, first U.S. regularly scheduled passenger service and foremost, the first U.S. passenger terminal. Henry Ford was as innovator, a titan of industry and basically had the “Midas” touch. In 1925 Ford Air Transport Service commenced between Detroit and Chicago.

Between 1925-1931, the annual national air tour which demonstrated safety and reliability of commercial aviation sectors, commenced and terminated at the Ford Airport.

In 1926, the first successful radio guided flight departed the Henry Ford Airport, utilizing radio system that had been developed by the Ford Motor Company. In 1927, Ford Airport became the first to be equipped with a waiting room and ticket office for air passengers. It should be noted that the first U.S. airport to have concrete runways was in fact Ford, however; the very first airport to have concrete runways was Clermont-Ferrand Auvergne Airport in France.

In 1931, on the same grounds the Dearborn Inn commenced operations directly aimed at air travelers. The very first Ford Motor vehicle test track was laid down around the perimeter of the two concrete runways in 1938. Sadly, on 21 October 1947, six months after the death of Henry Ford, Ford Air Transport offices were relocated to the Detroit Metropolitan Airport, thus completely ending Ford Airport and related operations.

The area was re-worked, more test tracks were added and today it continues to be the main proving grounds for the Ford Motor Company. Finally, in 2006 the entire site was renamed as the “Dearborn Development Centre” and is still wholly owned by the Ford Motor Company.

The following are examples from the collection:

  • 1930’s – One linen and one photograph postcard, C-10 condition and unposted. Linen depicts air ship at Ford Airport mooring mast and photograph postcard depicts an overview of the Ford Airport and adjacent Ford Motor engineering laboratories.
  • 1930’s – Vintage brass hotel key fob from the Dearborn Inn, marked P.H. 13 (Patrick Henry 13). The Dearborn Inn was Americas First Airport Hotel.
  • 1930’s – Super rare brass Ford field F-19 employee tool check. Tool checks were used by employees to requisition tools from the tool crib. A check would be surrendered for the tool, so as to identify the user.
  • Six: “Ford Proving Grounds” tokens or temporary passes that were required to access the skid pad and test track at the former airport grounds. Rare items all in C-10 condition.

Armando Terra/MS


Aeroporto Ford

O Aeroporto Ford em Dearborn, Michigan, nos Estados Unidos da América, operou de 1924 a 1947, tinha aproximadamente 360 acres de área e é considerado o antecedente dos aeroportos modernos. Os edifícios e estruturas do aeroporto foram estrategicamente desenhadas pelo famoso arquiteto Albert Kahn. As comodidades originais dos aviões ainda hoje são usadas são utilizadas como parte das instalações de testes da Ford Motor Company, conhecidas como “área de testes”. Esta área é utilizada para testar os veículos fabricados pela empresa de forma a estabelecer a direção, informação de travagem, tal como testes de derrapagem que servem para revelar o critério da força “G”. A área de passageiros e o terminal original foram demolidos em 1962 e um hangar foi deixado intacto e usado como uma instalação de testes de motores. Esta instalação foi demolida em 2018 e a única estrutura a ficar de pé até aos dias de hoje naquele local é o “Dearborn Inn”, um hotel que Ford construiu do outro lado do aeroporto, que tinha o objetivo de abrigar e alimentar os viajantes.

Desde o início, o Aeroporto Ford foi considerado muito moderno. Inicialmente este estava equipado com duas pistas de relva, luzes plantadas para aterragens noturnas, o maior mastro de amarração permanente desmontável de dirigível de propriedade privada. Infelizmente, este mastro apenas foi usado duas vezes e subsequentemente acabou por ser demolido em 1946.

Aeroporto Ford-toronto-mileniostadium
credits: Armando Terra

Este aeroporto revelou aos Estados Unidos e ao mundo muitas “estreias”. As primeiras pistas de betão dos Estados Unidos foram instaladas no Aeroporto Ford, o primeiro hotel de aeroporto dos Estados Unidos, o “Dearborn Inn”, o primeiro serviço contratado de envio de correio aéreo, o primeiro rádio de transmissão de voos comerciais, o primeiro dos Estados Unidos a marcar serviço de passagem regular de passageiros e também o primeiro a ter um terminal de passageiros nos Estados Unidos. Henry Ford era inovador, um gigante da indústria e basicamente tinha o toque de “Midas”. Em 1925 foi inaugurado o Ford Air Transport Service, que ligava Detroit a Chicago.

Entre 1925 e 1931 acontecia a feira anual nacional de viagem aérea, que servia para demonstrar segurança e confiança na aviação comercial e os seus setores, começando e terminando no Aeroporto Ford.

Em 1926, o primeiro voo de sucesso guiado por rádio partiu do Aeroporto Ford, utilizando um sistema de rádio inventado e desenvolvido pela Ford Motor Company. Em 1927, o Aeroporto Ford tornou-se o primeiro a ser equipado com uma sala de espera e escritório de compra de passagens para passageiros aéreos. Vale constar que o primeiro aeroporto dos Estados Unidos a ter pista de betão foi de facto o Aeroporto Ford, mas que o primeiro no mundo foi o aeroporto Clermont-Ferrand, em França.

Em 1931, na mesma área, o Dearborn Inn começa as suas operações focadas nos viajantes aéreos. A primeira pista de teste da Ford Motor Company foi construída ao redor das duas pistas de aterragem em 1938. Infelizmente, no dia 21 de outubro de 1947, seis meses após a morte de Henry Ford, os escritórios da Ford Air Transport foram movidos para o Aeroporto Metropolitano de Detroit, encerrando assim o Aeroporto Ford e todas as suas operações.

Leia os outros artigos de Armando Terra, clique aqui.

A área foi retrabalhada, mais pistas de teste foram adicionadas e hoje continua a ser a área de testes principal da Ford Motor Company. Finalmente, em 2006, todo o local foi renomeado como “Centro de Desenvolvimento de Dearborn” e ainda é propriedade da Ford Motor Company.

Os seguintes exemplares fazem parte da minha coleção:

  • 1930s – um cartão de fotografia de correio e linho, condição C-10 e nunca postado. O linho retrata o dirigível no mastro do Aeroporto Ford e o cartão de fotografia retrata uma visão geral do Aeroporto Ford e dos laboratórios adjacentes de engenharia da Ford Motor.
  • 1930s – chave magnética de latão vintage do hotel Dearborn Inn, marcado com P.H. 13 (Patrick Henry 13). O Dearborn Inn foi o primeiro hotel de aeroporto da América.
  • 1930s – ferramenta de verificação de funcionário no campo F-19, super raro. A ferramenta de verificação era usada por funcionários para requisitar ferramentas do quadro de ferramentas. A verificação seria entregue em troca da ferramenta, a fim de de identificar o utilizador.
  • Seis moedas da “Área de Testes da Ford” ou passes temporários que eram requeridos para aceder à pista de testes e ao local de derrapagem na área do antigo aeroporto. Itens raros em condição C-10.

Armando Terra/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Não perca também
Close
Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER