Portugal

Bancário português ajudou rede transnacional a “lavar” mais de 20 milhões

iq8wtryx1dad

 

O subgerente de um banco foi detido, anunciou nesta terça-feira a Polícia Judiciária (PJ), por integrar uma rede criminosa internacional que, desde 2019, usou empresas de fachada de Portugal e Bélgica para “lavar” mais de 20 milhões de euros.

Segundo a PJ, o bancário, de 43 anos, fornecia informações de natureza bancária a elementos de uma rede transnacional que se dedica ao branqueamento de capitais. Com base nessa informação, o grupo criminoso constituía empresas de fachada, geridas por testas de ferro.

Quase todas ligadas ao setor da construção civil, estas empresas, acrescenta a PJ, “não desenvolviam qualquer atividade real, sendo exclusivamente utilizadas para a emissão de faturação falsa, que sustentaria as transferências bancárias recebidas, as quais ascenderam a um valor superior a 20 milhões de euros”.

Abria contas com documentação falsa

O subgerente do banco português também “procedia à abertura de contas bancárias para cidadãos estrangeiros, não residentes no país, com a utilização de documentação falsa, através das quais solicitava créditos bancários”. Após receber os montantes do empréstimo, a rede ainda pagava as primeiras mensalidades acordadas, mas depois deixava de cumprir os compromissos assumidos com o banco.

A maioria do dinheiro do empréstimo era, assim, dividido entre o bancário e os elementos do grupo criminoso.

Na sequência de uma investigação da Unidade Nacional de Combate à Corrupção, que decorreu de um inquérito instaurado pelo Departamento de Investigação e Ação Penal de Cascais, a PJ realizou seis buscas domiciliárias e não domiciliárias, na zona da Grande Lisboa.
Na Operação “Laranja II”, o subgerente bancário foi detido pelos crimes de corrupção passiva no setor privado, branqueamento, burla qualificada, falsificação de documento e violação de segredo. Depois de ter sido interrogado pelo juiz, o suspeito foi libertado, tendo ficado suspenso do exercício de profissão e de proibição de contactos.

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Não perca também
Close
Back to top button

 

O Facebook/Instagram bloqueou os orgão de comunicação social no Canadá.

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER