Comunidade

Padaria portuguesa propõe investimento no setor imobiliário de Toronto

1672933155-20230105-337-symington-avenue-toronto-1- milenio stadium

 

O lucrativo mercado imobiliário de Toronto tem atraído todo tipo de atenção de marcas e personalidades que normalmente não estão associados ao setor e a lista de entradas inesperadas nesse jogo imobiliário continua crescendo. Agora, mais uma empresa que não está originalmente ligada ao setor da construção entrou na disputa para a construção de “condos” com uma nova aplicação para obras de execução de um complexo residencial e comercial composto de duas torres na 323-339 Symington Avenue e 350 Campbell Avenue.

Atualmente, o local abriga um terreno vazio e uma praça com algumas empresas, incluindo a Padaria Caldense e uma loja de cervejas. As informações divulgadas pela media canadiana dão conta de que é o proprietário da rede de padaria portuguesa que está por trás do pedido, com base em um endereço de e-mail associado à padaria listada como solicitante da proposta.

No lugar da atual praça e do terreno, a proposta busca o rezoneamento para permitir a elevação de torres de 39 e 36 andares de um complexo compartilhado de seis andares, juntamente com uma estrutura de estacionamento de quatro andares proposta em direção ao extremo norte do local, ao lado da linha ferroviária CP.
Projetadas pelos arquitetos TACT, as torres do complexo apresentam placas de piso rectilíneas definidas através da projeção de varandas que formam padrões ondulados.

O edifício dedicaria quase toda sua área de 55.060 metros quadrados para unidades residenciais, reservando apenas 680 metros quadrados para o varejo na extremidade sul do térreo ao longo da Symington.

O componente residencial consiste em 817 unidades espalhadas pelas duas torres, planejadas em uma mistura de 31 estúdios, 515 apartamentos de um quarto, 185 apartamentos de dois quartos e 86 apartamentos de três quartos.

Curiosamente, a proposta em sua forma atual dificilmente seria aprovada. Os terrenos em questão são designados como Áreas Principais de Emprego no Plano Oficial de Toronto, e exigiria um pedido de Emenda ao Plano Oficial para mudar o uso do terreno a fim de permitir a construção residencial.A página da cidade para solicitação deixa claro que, embora o solicitante tenha pedido o rezoneamento, “nem uma Emenda ao Plano Oficial nem um Pedido de Conversão foram recebidos pela cidade “.

Como o solicitante está trabalhando sob a orientação de uma empresa de planejamento experiente, a Bousfields Inc., é provável que isso não tenha sido um erro.

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER