Comunidade

Minhotos reúnem-se em pic nic

Nem o calor impediu os minhotos de organizarem o 34.º pic nic da Associação Cultural do Minho de Toronto (ACMT) no domingo (17). O evento integra as comemorações da Semana de Portugal da ACAPO e juntou mais de 500 pessoas no Parque Karlovac, em Milton.

Em declarações ao Milénio Stadium, Augusto Bandeira, presidente da Associação, explicou a importância deste encontro. “Escolhemos o dia do pai para que a família passe o dia inteiro junta e para que os minhotos recordem os encontros de outros tempos. Começámos com a celebração da missa campal, com o padre da Igreja de São José de Oakville e o São Pedro ajudou-nos com o bom tempo”, disse.

Os Zés Pereiras, também conhecidos por cabeçudos, percorreram o parque com os seus tambores e deram as boas vindas aos participantes. Depois do almoço, onde não faltaram as sardinhas assadas e a broa de milho, seguiu-se a atuação de três grupos folclóricos- o Rancho Folclórico da Associação Migrante de Barcelos; o Rancho Folclórico Académico de Viseu e o Rancho da ACMT.

Durante todo o dia foram vendidas rifas para sortear dezenas de prémios e para os adeptos de futebol, no bar não faltou um televisor para acompanhar o Brasil-Suíça.  Os mais novos tiveram a oportunidade de se refrescar numa mini piscina e de jogar futebol num dos campos do recinto. Os adultos jogaram à malha e fizeram corridas de saco.

Bandeira assegurou que o Parque Karlovac tem condições invejáveis. “Na minha opinião este é um dos nossos melhores parques. Tem boas instalações sanitárias, cozinha, bar, dois palcos e uma grande área de sombra”, explicou.

Bandeira confessou ao Milénio Stadium o truque para assar as sardinhas. “Sal grosso e brasas quentes. Quanto mais sal grosso melhor porque a pele do peixe acaba por se soltar e depois a sardinha sai a pingar na broa”, revelou. Bandeira apelou ao público para vir no próximo ano e para desfrutar do campo. “Aqui os jovens não estão expostos aos perigos da cidade. Cá eles podem experimentar jogos tradicionais, conhecer a nossa gastronomia e reviver a nossa cultura”, sublinhou.

O presidente da ACMT gostava que este pic nic ganhasse outra dimensão. “Se as três casas do Minho de Toronto se unissem podíamos criar um pic nic de arromba. Comemorávamos o São João no sábado e o pic nic no domingo.  A própria comunidade portuguesa deveria ter um parque com estas condições para que todos os clubes pudessem realizar atividades ao ar livre”, afirmou.

Alexandre Barbosa recorda com saudade os tempos áureos deste pic nic. “Tenho pena porque antigamente tínhamos aqui cerca de 2000 pessoas. Chegávamos a disputar o espaço à sombra (risos). Hoje acordámos cedo e só vamos regressar à noite. Queremos conviver com os amigos e comer sardinhas. Não há pic nic sem sardinhas(risos)”, observou.

Maria Melo faz parte da direção da ACMT e garante que todos os eventos envolvem muito trabalho. “Não é nada fácil organizar um pic nic, dá muito trabalho e é preciso ter experiência. Mas é para isso mesmo que estamos na direção, não basta dar o nome e andar a passear”, defendeu.

António Antunes, mais conhecido por “Carvalhal”, faz parte do rancho da ACMT e no dia do pic nic teve uma função especial. “Vou assar sardinhas para esta gente toda, mas adoro, faço-o de boa vontade. Costumo cantar no rancho mas se ouvir uma Cana Verde ou uma Chula à moda do Minho ainda sou capaz de dar um pé de dança”, referiu.

Glória Pereira é voluntária na ACMT e apesar de ser poveira é uma apaixonada pela cultura minhota. “Trabalho na ACMT há 33 anos e adoro este pic nic, gosto de cantar, dançar e de contar anedotas. Também participo nas corridas de saco e jogo futebol, mas já estou a ficar velha. O ambiente ainda está calmo, mas depois de bebermos um copinho começamos a cantar à desgarrada e lá por volta das 10 pm voltamos para casa (risos)”, contou.

A partir de julho a ACMT vai estar encerrada para férias e o próximo evento é o Santoinho onde vão ser assadas cerca de 12 mil sardinhas.

 

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER