Editorial

Fazer a diferença

joyful-group-of-multi-ethnic-community-of-happy-pe-2023-01-25-14-34-49-utc

 

A sociedade não pode sobreviver sem indivíduos que estão dispostos a fazer voluntariado e a enfrentar os obstáculos da vida sem recompensas financeiras. A compensação que recebem será a contribuição para uma sociedade melhor e a garantia de que o seu tempo na Terra não se baseou apenas na futilidade do autosserviço.

O voluntariado em organizações comunitárias aproxima-o da capacitação crucial para concretizações que beneficiarão os que lhe são mais próximos. Aqueles que optam por participar no processo de voluntariado desempenham um papel admirável na promoção da coesão social, na resposta aos desafios da sociedade e na criação de mudanças positivas. Há um milhão de formas de utilizar as suas capacidades e energia em prol da sociedade. Uma pessoa que opta voluntariamente por assumir a responsabilidade de melhorar uma comunidade é um verdadeiro herói. Estes benfeitores com corações altruístas passam muitas vezes a vida inteira a prestar ajuda não remunerada a pessoas, comunidades, organizações sem fins lucrativos e empresas para as ajudar a realizar atividades, eventos e serviços que beneficiam os outros.

Ao longo dos anos, decidi que ser voluntário completaria o meu círculo da vida. Doar tempo, talento e conhecimento a muitas organizações, providenciou-me uma perspetiva diferente sobre a vida. Atualmente, enquanto voluntário no Magellan Charities e outras organizações comunitárias, aceitei a responsabilidade de conduzir as minhas obrigações com integridade, generosidade, e responsabilidade perante aqueles que me rodeiam e perante a comunidade como um todo. Os encargos aceites para servir têm um grande custo pessoal, uma vez que o seu dever para com os outros que contribuem para a execução de um projeto se baseia na confiança. As expectativas são elevadas e o retorno pessoal é baixo, mas a visão estratégica da realização de um bem maior mantém viva a sua responsabilidade perante si próprio e o compromisso para com a comunidade a que se dedicou.

Sempre visualizei o voluntariado com base num conjunto de mandamentos dos quais o desvio deveria ser inaceitável, incluindo:

  • Compromisso e fiabilidade
  • Colaboração e trabalho em equipa
  • Adesão aos valores e políticas organizacionais
  • Aprendizagem e desenvolvimento contínuos

As comunidades crescem e prosperam com base na adesão aos mandamentos acima referidos.

A comunidade portuguesa em Toronto é servida por voluntários dedicados. Infelizmente, muitos não aderem às doutrinas que evidenciam que o voluntariado não se prende com crenças pessoais, mas sim aos credos que assumem quando se juntam a uma organização que tem como objetivo servir a comunidade.

O autosserviço à custa de uma instituição fundada para servir uma comunidade é errado e devem ser impostas sanções. No seio da diáspora portuguesa no Canadá, três organizações comunitárias designaram-se para liderar o desenvolvimento cultural e estratégico do intelecto luso-canadiano dos portugueses no Canadá. Embora estas organizações, nomeadamente a ACAPO, a Federação e a Câmara do Comércio, tenham muitos voluntários que trabalham arduamente para dar continuidade às políticas exigidas pelas organizações que foram fundadas, outros decidiram que estas deveriam ser usadas para autopromoção e talvez enriquecimento financeiro. Há anos que a ACAPO não fornece relatórios financeiros auditados a uma comunidade, mesmo que seja a comunidade a financiar as suas atividades. Devem ser exigidas demonstrações financeiras auditadas completas. As recentes eleições para novos diretores da FPCBP não parecem ter seguido as diretrizes de integridade esperadas de uma organização profissional. Deve ser efetuada uma investigação completa por um painel independente. A Câmara do Comércio tem estado inativa, mas tem sido utilizada como um veículo de auto enriquecimento e precisa de renascer ou morrer. A nossa comunidade deve exigir mais e melhor daqueles que assumiram funções de liderança.

Coletivamente, os esforços dos voluntários podem provocar mudanças sociais significativas, mas os que conduzem o processo têm de compreender que é necessário um elevado nível de governação e de transparência financeira para obter os resultados desejados e a credibilidade das organizações.
Obrigado a todos os voluntários que o fazem pelas razões certas.

Making a difference

Society cannot survive without individuals who are willing to volunteer and engage the obstacles of life without financial rewards. The compensation will be in contributing to a better society and ensuring that the time on earth was not based on the futility of self-service only.

Volunteering in community organizations brings you close to the crucial empowerment of achievements which will benefit those nearest to you. Those who choose to participate in the process of volunteerism play an admirable role in fostering social cohesion, addressing societal challenges, and creating positive change. There are a million ways with which you can use your skills and energy for society. A person who voluntarily chooses to undertake responsibilities of making a community better is a true hero. These do-gooders with altruistic hearts often spend entire lives providing unpaid help to people, communities, non-profit organizations and businesses to assist them in performing activities, events, and services that benefit others.

Over the years I decided that becoming a volunteer would complete my circle of life. Giving of your time, talent and expertise to many organizations has provided me with a different perspective about life. As a current volunteer with Magellan Charities and other community organizations, I have accepted the responsibility of conducting my obligations with integrity, charity, and responsibility to those around me and the community at large. The accepted burdens to serve come at a great personal cost as your duty to others who contribute to the execution of a project is based on trust. The expectations are high and personal returns low but the strategic vision of achievement for a greater good keeps your accountability to yourself and commitment to community for which you pledged, alive.

I have always visualized volunteering based on a set of commandments from which deviation should be unacceptable, including:

  • Commitment and reliability.
  • Collaboration and teamwork.
  • Adherence to organizational values and policies.
  • Continuous learning and development.

Communities grow and prosper based on the adherence to the above commandments.

The Portuguese community in Toronto is served by dedicated volunteers. Unfortunately, many do not adhere to the doctrines that volunteering is not pertaining to self-dogmas but to the creed which they assumed when you join an organization which is to serve the community.

Self-servitude at the expense of an institution founded to serve a community is wrong and penalties should be imposed. Within the Portuguese diaspora in Canada, three community organizations appointed themselves to provide leadership in the cultural and strategic development of the Luso Canadian intellect of the Portuguese in Canada. While these organizations namely ACAPO, Federation and the Chamber of Commerce have many volunteers which work arduously to continue the required policies by which the organizations were founded, others decided that they should be used for self-promotion and perhaps financial enrichment. ACAPO has not provided audited financial reporting to a community in years even if it is the community that finances its activities. Full audited financial statements should be demanded. The recent elections for new directors of the FPCBP do not appear to have followed the integrity guidelines expected from a professional organization. A full investigation should be conducted by an independent panel. The Chamber of Commerce has been inactive but used as a vehicle of self-enrichment and requires a rebirth or death. Our community should demand better from those who assumed leadership roles.

Collectively, volunteer efforts can bring about significant social change, but those driving the process have to understand that a high level of governance and financial transparency is required to bring the desired results and credibility to the organizations. Thank you all volunteers who do it for the right reasons.

Manuel DaCosta/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

O Facebook/Instagram bloqueou os orgão de comunicação social no Canadá.

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER