TV & CinemaMundo

“Não haverá III Guerra Mundial”, diz Zelensky na cerimónia dos Globos de Ouro

President Of Ukraine Volodymyr Zelensky Addresses Congress
WASHINGTON, DC – DECEMBER 21: President of Ukraine Volodymyr Zelensky addresses a joint meeting of Congress in the House Chamber of the U.S. Capitol on December 21, 2022 in Washington, DC. In his first known trip outside of Ukraine since Russia invaded, Zelensky met with U.S. President Joe Biden and outlined Ukraine’s request for continued military aid. Anna Moneymaker/Getty Images/AFP (Photo by Anna Moneymaker / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / Getty Images via AFP)

 

O presidente ucraniano Volodymyr Zelensky disse esta madrugada que “não haverá III Guerra Mundial”, num discurso remoto durante a cerimónia dos Globos de Ouro, que decorreu em Los Angeles.

“Isto não é uma trilogia”, afirmou Zelensky, depois de dizer que não haverá sucessora da I e II Guerras Mundiais, “que mataram milhões de pessoas”.

Ele próprio um antigo ator, Zelensky lembrou que os Globos de Ouro foram criados em plena II Guerra Mundial, com a primeira edição a premiar os melhores desempenhos em 1944, numa altura em que a guerra ainda sacudia o mundo.

“A II Guerra Mundial ainda não tinha acabado, mas a maré tinha virado e todos sabiam quem ia vencer”, disse. “Agora estamos em 2023, a guerra na Ucrânia não acabou mas a maré está a virar e já é claro quem vai vencer”.

Zelensky sublinhou o apoio do mundo à causa ucraniana e pediu a sua continuação. “Ainda há batalhas e lágrimas à nossa frente, mas agora posso definitivamente dizer-vos quem foram os melhores no último ano, foram vocês”, disse. “Os povos livres do mundo livre. Aqueles que se uniram em torno do apoio a um povo ucraniano livre na nossa luta comum pela liberdade”.

O chefe de Estado falou ainda da necessidade de continuar a luta “pelo direito das novas gerações de conhecerem a guerra apenas através dos filmes”.

Mais de dez meses depois do início do conflito, Zelensky continua a manter os holofotes mediáticos sobre a Ucrânia, tendo ido ao congresso norte-americano em dezembro e recebido o compromisso da Casa Branca, na última semana, de um novo pacote de 3,75 mil milhões de dólares (3,49 milhões de euros) em ajuda militar para o país e aliados adjacentes da NATO.

“A Ucrânia vai parar a agressão russa no nosso território”, garantiu o presidente, terminando com a saudação tradicional que o mundo agora reconhece: Slava Ukraini (Glória à Ucrânia).

A intervenção foi apresentada pelo ator Sean Penn, que, antes de dar o palco a Zelensky, elogiou também a coragem da juventude iraniana que está a levantar-se em protesto e “o movimento sempre perseverante” das mulheres afegãs.

“Somos relembrados, em termos não incertos, que a liberdade de sonhar não é simplesmente um luxo humano mas sim uma necessidade humana, pela qual se deve lutar e fazer sacrifícios”, disse Penn.

“Se a liberdade de sonhar fosse uma lança, apresento-vos um ser humano que esta noite representa a ponta mais afiada dessa lança”, disse Penn sobre o presidente ucraniano.

Em 2022, o ator entregou o seu Óscar a Zelensky com uma missão: “quando vocês vencerem, tragam-no de volta a Malibu”.

A 80.ª cerimónia dos Globos de Ouro decorreu em Beverly Hills, Los Angeles, premiando o melhor da televisão e cinema em 2022.

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER