FYIBlog

Lençol anti cheiro

Lençol anti cheiro-FYI-mileniostadium
Créditos: DR

Hoje vou falar-vos de algo inovador e que, segundo dizem os experts no assunto: ajuda a salvar casamentos!

A empresa Shreddies está a dar que falar por apresentar agora um produto, no mínimo, diferente. Responsável por criar uma roupa interior para as partes íntimas anti-flatulência no passado, Shreddies desenvolveu algo que considera que vai revolucionar o mercado: um lençol capaz de filtrar o cheiro de flato (gás expelido do intestino pelo ânus) durante a noite. Com isso, esta empresa espera que os casais possam sentir-se mais confortáveis para liberar alguns gases na hora de dormir, sem chamar a atenção um do outro. Eu avisei que era… diferente!

O produto conta com microfibras num painel de carbono, que atuam na captura e neutralização de cheiros desagradáveis, fazendo com que a flatulência deixe de ser um problema evidente numa relação. Tudo em prol do amor!!  Estes lençóis serão vendidos para camas de casal, king e superking size.

Auxílio da tecnologia

Baseada no Reino Unido, a Shreddies já tinha ficado conhecida por produzir tecidos capazes de neutralizar odores e agora decidiram investir no mercado de roupas de cama. De acordo com a empresa, os produtos de filtragem de flatulência possuem um painel traseiro de carbono ativado que consegue capturar qualquer tipo de cheiro.

Por possuir uma natureza porosa, o gás acaba por ficar “preso” entre as fibras de carbono e posteriormente neutralizado pelo tecido que reveste a manta. No site oficial da marca, ressalta-se que os seres humanos soltam em média 14 a 20 flatos por dia e muitos sofrem com flatulência excessiva durante a noite — o que torna este tipo de tecnologia essencial para o mercado moderno.

Fundada por Paul O’Leary em 2009, a Shreddies chamou atenção dos holofotes quando patenteou a primeira cueca anti odor. Atualmente, a empresa multipremiada também trabalha na produção de pijamas, calças de ganga, almofadas e bolsas.

Tecidos modernos

A criação de tecidos que usam tecnologias modernas para reter menos calor, controlar odores do corpo, proteger o corpo do sol ou até mesmo atuar como repelente de mosquitos, tem se tornado uma tendência no mercado.

Um grande exemplo disso nasceu no Brasil através da Nanox Tecnologia, uma startup financiada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Em parceria com fabricantes têxteis, a empresa desenvolve partículas nanométricas com diferentes propriedades, como controlar os microrganismos que produzem o odor corporal, refletir a radiação eletromagnética do Sol e liberar repelente de insetos de forma controlada. Essas nano partículas são compostas de material inorgânico e podem ser acrescentadas aos tecidos individualmente ou em combinações com diferentes propósitos. O odor corporal, por exemplo, é controlado por nanopartículas bactericidas, antimicrobianas e autoesterilizantes contendo prata, zinco e cobre.

Kika/MS/FYI

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER