Viagens

Nossa Senhora da Conceição: A Rainha de Portugal

Nossa Senhora da Conceição a Rainha de Portugal -portugal-mileniostadium
Imagem de N. Sra da Conceição Padroeira de Portugal – Créditos: DR

É em pleno Alentejo que encontramos Vila Viçosa, com a singularidade de um local outrora casa de reis e lugar de devoção, conhecida como a “Princesa do Alentejo”, uma pequena e encantadora vila-museu. 

Foi a fertilidade dos solos que lhe deu nome, mas é sobretudo o mármore de qualidade superior que se extrai das inúmeras pedreiras que existem na região, que catapultou o seu nome internacionalmente. 

É, no entanto, a grandiosidade do seu Paço Ducal e o magnífico e solarengo Terreiro do Paço que o abraça, que são o seu maior cartão de visita. Porém, hoje falamos de Nossa Senhora da Conceição, Padroeira de Portugal, cujo dia 8 de dezembro lhe é consagrado, sendo feriado nacional. Santuário Mariano, culto presente em Portugal desde o primeiro Rei Dom Afonso Henriques, que terá já proclamado como padroeira do reino Nossa Senhora da Oliveira, em Guimarães, acolhe a imagem coroada de Nossa Senhora da Conceição. Foi no ano de 1646 que o Rei D. João IV, Duque de Bragança reinante, após recuperar uma antiga devoção a Nossa Senhora da Conceição, a consagra nas cortes, em Lisboa como Rainha e Senhora de Portugal, coroando-a com a coroa régia. Após esta data, nenhum outro Rei de Portugal voltou a usar coroa na cabeça. Esta imagem terá vindo de Inglaterra e sido oferecida a Dom Nuno de Santa Maria, Santo Condestável, nobre e general português do século XIV, que desempenhou um papel fundamental também na defesa da independência de Portugal, a Castela. Na base da imagem pode ler-se a data de 1406. 

Em Vila Viçosa, os reis dobravam-se a Maria, agradecendo-lhe as suas vitórias, conquistas, mas sobretudo, agradecendo-lhe a independência de Portugal sobre o domínio Filipino, já que durante 60 anos, de 1560 a 1640, Portugal esteve sobre o governo da Casa Real espanhola. A imagem em pedra de Ançã, encontra-se no altar-mor da igreja vestindo ricas vestimentas, sendo muitas delas oferecidas por Rainhas e demais damas da Casa Real. Aqui, numa singela igreja, numa das mais belas vilas do país, encontramos a força e o poder, daquela que é nossa Rainha, outrora coroada e venerada pela nobreza, mas sempre de forte culto popular. Esta data foi até há alguns anos atrás consagrada também ao Dia da Mãe, tendo mais tarde sido alterada este dia, para o primeiro domingo de maio. A nossa rainha, continua a ter o seu dia, feriado e muito respeitado. É a Nossa Senhora da Conceição, Padroeira de Portugal! 

Luísa Silva Geraldes/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER