Viagens

Há Brasil sem Carnaval?

Há muitos “Brasis” dentro do imenso país que é o Brasil, dividido em cinco grandes regiões. Está repartido por vinte e seis Estados e um Distrito Federal; neste fica Brasília, onde se centraliza o poder político. Conheço nove dos 26 e, certamente, nunca irei conhecer a maioria porque o Brasil é, territorialmente, o quinto maior país do mundo, e já não tenho energia ou mesmo vontade de realizar essa façanha.

Montes e vales

Nos feriados do Carnaval de 2017, fui ao Estado do Rio Grande do Sul conhecer Canela, Gramado e o cânion dos Aparados da Serra de que tanto ouvira falar.

O Rio Grande do Sul, conhecido como a terra dos gaúchos, faz fronteira a norte com o Estado de Santa Catarina. A viagem pelas montanhas e planaltos até chegar às cidadezinhas de Canela e Gramado prepara-nos, gradualmente, para paisagens de um contraste absoluto com a costa catarinense. Fazendas de gado de largas dimensões, cultivo da vinha a perder de vista, vales profundos e rochedos gigantescos, avistam-se ao longe e, por vezes, ladeiam a pique as estradas. À beira destas, barracas de venda de produtos da região, testemunham a presença dos italianos que nela se fixaram: variedade de linguiças, frutas e legumes, pão, etc.

Ao chegar a Gramado e Canela, em cuja arquitetura se nota a influência dos povoadores alemães do século XIX, fiquei com impressão de ter voltado à Alemanha, especialmente à zona da Baviera. Como é estranho ver chalés alemães numa cidade brasileira! Encontram-se lojas de chocolate fabricado localmente, boutiques de luxo onde se vende couro, lanifícios e têxteis de qualidade. São maioritariamente produtos do Estado que é bastante rico em indústrias variadas, introduzidas tanto pelos imigrantes alemães, como italianos.

Depois de passar quatro dias nas duas cidades, não queria acreditar que, estando o país em plena época carnavalesca não se encontrasse a menor referência ao mesmo. Brasil, sinónimo de Carnaval? Não naquela parte do país. Gramado tornou-se conhecida pelo seu Festival de Cinema Internacional e pelas decorações na época do Natal, que atraem centenas de brasileiros.

Outras surpresas me aguardavam. Um dos divertimentos e atrações de Gramado é um parque de neve. Com temperaturas altíssimas em pleno verão, era divertido deparar com as filas de famílias a aguardar a sua vez, para poder “esquiar” uns metros, em estação de ski improvisada.

Não podia também deixar de visitar o maior templo budista tibetano da América do Sul, localizado no topo da montanha da cidade de Três Coroas, a 30 km de Gramado. Chamado Khadro Ling (do tibetano “Morada das dançarinas do céu”) tornou-se conhecido pelas estátuas, a arte sacra tibetana e as pinturas extraordinárias representando a vida de Buda. O templo está localizado numa propriedade extensa, com jardins bem tratados, espaços para retiros e estudo do budismo, e vários santuários que atraem milhares de visitantes.

Um dos objetivos da viagem ao Rio Grande do Sul era ir conhecer o Parque Nacional Aparados do Sul, em Cambará da Serra, e o cânion do Itaimbezinho com desfiladeiros de 720 metros de profundidade e 6 quilómetros de extensão. Os desfiladeiros surpreendem-nos com suas cascatas perpendiculares de dimensão extraordinária. O acesso ao parque faz-se por estradas em mau estado, cheias de covas e pedras soltas, desconforto que depressa se esquece perante a grandeza dos grandes rochedos escarpados e em declive. A natureza em toda a sua grandeza deixa-nos, uma vez mais, sem palavras.

Não fiquei a conhecer Porto Alegre, a capital do Estado. No entanto, sei que os povoadores açorianos deixaram, nos monumentos e casario no centro histórico da cidade, vestígios da sua presença.

Manuela Marujo
Imagens cedidas por Manuela Marujo

Gostou de ler sobre esta viagem?

Contribua fazendo um donativo (“tax credit donation”) para uma viagem de estudante da Universidade de Toronto a um país lusófono. Clique no link abaixo e selecione THE MANUELA MARUJO TRAVEL SCHOLARSHIP

https://donate.utoronto.ca/give/show/79

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Não perca também
Close
Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER