Saúde & Bem-estar

Frutas ou legumes: afinal, o que é melhor para a saúde?

Créditos: Pexels

As frutas e os legumes são ambos ricos em vitaminas e ajudam-na a sentir-se bem. Mas qual deles é o melhor?

São ambos ricos em vitaminas, mas também em fibras e minerais e ajudam-na a sentir-se bem. Mas entre a fruta e os legumes, qual é o melhor para a nossa saúde? Vamos tentar encontrar a resposta a esta pergunta. Fazemo-lo analisando as vantagens das frutas e dos legumes para o nosso organismo, mas também as doses recomendadas e uma dica para utilizar as suas virtudes para perder peso.

Fruta e legumes, qual é o melhor? Os benefícios da fruta

Perder peso: Para o mesmo número de gramas, a fruta é mais rica em fibras (até 15 gramas por 100 gramas), o que ajuda a perder peso de forma saudável. Entre os legumes, as verduras são as mais ricas em fibras: 11 g por porção de 100 g.

Preconceitos: Preocupado com o açúcar em que a fruta é rica? Boas notícias: as fibras abrandam a libertação de frutose, evitando a acumulação de gordura. Isto aplica-se à fruta inteira e não aos sumos.

Três super frutos:

  • Mirtilo: Fortalece o sistema imunitário
  • Romã: Antioxidantes benéficos para o coração
  • Papaia: Ajuda a saúde intestinal

A pectina, um prebiótico presente na fruta, reduz o mau colesterol sem afetar o bom colesterol. É o que diz o American Journal of Clinical Nutrition.

Perfeitas como snack ou para adoçar iogurtes e cereais, as bagas são os frutos mais ricos em antioxidantes e polifenóis e ajudam a reduzir os riscos de cancro.

Fruta e legumes, qual é o melhor? Os benefícios dos legumes

Perder peso: Uma investigação publicada no European Journal of Clinical Nutrition revelou que, aumentando a ingestão de legumes, é possível perder (sem recuperar) até 6 kg em 12 meses.

Preconceito: Os nutrientes da fruta e dos legumes diminuem gradualmente ao longo do tempo, uma vez cortados da planta. Para parar a queda de vitaminas e nutrientes, congele os legumes.

Três super legumes:

  • Alcachofra: Reduz o açúcar no sangue
  • Nabo: Ajuda o cérebro
  • Aipo: Reduz a inflamação nos intestinos

Com 400 g de legumes por dia, a probabilidade de sofrer de doenças cardíacas é 18% menor, segundo um estudo publicado no International Journal of Cardiology.

Os vegetais crucíferos, como a couve, a couve-flor e os brócolos, não devem faltar na sua alimentação: são ricos em ferro, vitaminas A, C e K, folato, fibras e magnésio.

Quem ganha entre frutas e legumes? O veredito

Se tiver mesmo de escolher entre fruta e legumes, opte por estes últimos. É uma boa luta, mas no final são os legumes que ganham, ainda que por pouco, porque têm um perfil nutricional mais completo. Tente comer três porções de legumes por cada porção de fruta.

WH/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

O Facebook/Instagram bloqueou os orgão de comunicação social no Canadá.

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER