FYI

6 truques para aumentar o poder de persuasão

milenio stadium - persuasao - poder

 

Como é sabido, vivemos em sociedade e é por isso imprescindível que saibamos conviver com aqueles que nos rodeiam, tendo a consciência de que podemos/vamos precisar da ajuda de outras pessoas no nosso dia a dia. No entanto, a pergunta que se impõe é: sabemos como ter o que queremos? A não ser que sejamos um craque em hipnose, o melhor a fazer é seguir as dicas sobre técnicas comportamentais que podem nos podem auxiliar.

Sim, porque a ciência comprova que alguns detalhes do comportamento humano podem facilitar a que obtenhamos o que desejamos, sem termos que fazer feitiços em alguém. Principalmente, temos de saber estar em ambiente de trabalho – saber como lidar com o dia a dia profissional pode ser fundamental para se crescer na carreira e ser bem-sucedido nas nossas metas.

1. Ser claro sobre o que quer

As pessoas só vão levar a sério aquilo que lhes apresentamos se tiverem a clareza e a objetividade sobre o assunto que lhes trazemos. Portanto, sempre que quisermos que alguém nos faça algum favor ou serviço, ou que simplesmente aja da forma X ou Y, temos de ser diretos e explícitos. Não deixar nenhum detalhe nas entrelinhas, porque o que pode parecer óbvio para nós, talvez não o seja para outra pessoa. Para potencializar a compreensão, esteja próximo, fale com calma e não seja vago.

2. Escolher o melhor momento

O “timing” em que vamos solicitar algo de outra pessoa é fundamental. E isso não é um detalhe burocrático, mas uma leitura sobre a suscetibilidade das pessoas, ou seja, perceber quão elas estão propensas a serem influenciadas por algo. Isto que vos agora falo tem menos que ver com a hora propriamente dita e mais com o momento. Tentemos prestar atenção ao momento em que o outro indivíduo está mais relaxado, desocupado e mais atento a um diálogo. Esses detalhes facilitarão com que consigamos um “sim” sobre a missão ou desejo que temos em mente.

3. Trabalhar a linguagem corporal

Linguagem corporal é quase tudo quando precisamos fazer com que alguém nos atenda um pedido. Por exemplo, uma postura mais arqueada se estivermos sentados dá a sensação de maior poder e firmeza. Outra questão importante é fazermos um esforço para manter feições mais serenas, mesmo quando o assunto é muito sério – isso influencia o grau de confiança que as pessoas depositam em nós, afastando o medo. A delicadeza nos movimentos também auxilia a desconstruir a imagem de tensão e ansiedade, criando um cenário propenso ao “sim” no pedido de auxílio que apresentamos, por exemplo.

4. Manter contato visual

Manter contato visual com as pessoas é muito importante quando queremos obter algo. Claro, isso exige um olhar educado e não um esquisito. Investigadores de ações comportamentais afirmam que manter o contato visual quando estamos a falar com alguém aumenta a atração das ideias, estimula a compreensão e confere um ar de honestidade à nossa fala. Ainda que o olho no olho possa ser difícil para algumas pessoas, um bom olhar, mesmo que por momentos breves, vai agir em nosso favor. É tudo uma questão de transmitir confiança e respeito.

5. Criar intimidade

Criar intimidade é muito diferente de forçar intimidade, ou amizade. Acho que entendemos isso, certo? Quando alguém se sente íntimo, isto é, mais próximo a outra pessoa, a possibilidade de que ela faça o que desejamos é maior. Contudo, é preciso ter cuidado neste ponto, para não soar como uma aproximação forçada e por interesse. A intimidade pode ser condicionada por diferentes comportamentos, como estar atento a histórias que a pessoa conta, saber o seu nome e chamá-la por ele (em vez de um pronome indefinido) também ajuda muito. Essa é uma ferramenta muito poderosa, mas lembrem-se que a linha entre ser íntimo e ser invasivo é muito ténue.

6. Usar a tranquilidade como aliada

A tranquilidade é importante em qualquer situação, mas é maior ainda quando estamos em busca de ter um desejo atendido, por exemplo. Por essa razão, estejamos atentos à cadência, ao tom e à velocidade com que comunicamos. Além de facilitar com que ouçam e compreendam o que estamos a precisar, ajuda que o subconsciente da pessoa com quem estamos a falar acredite que nós temos domínio da situação. É uma técnica muito clara: uma pessoa calma também é vista como sábia, e o público é muito mais persuadido por um perfil como este.

Kika/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Não perca também
Close
Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER