Ambiente

Cooperação sem fronteiras

Terra Viva

Cooperação sem fronteiras - mileniostadium

As fronteiras apenas existem na mente da espécie humana. Grupos humanos teimam em espartilhar e dividir o planeta, reclamando territórios e recursos, ilusoriamente sentindo-se seguros ao construírem linhas divisórias, erguendo muros e armando vedações.

No tempo presente, assistimos à fortificação dos limites do que consideramos serem os feudos de cada um, impulsivamente movidos por primitivas e primárias ilusões de poder e segurança.

COVID

Foram produzidas mais de 7 mil milhões de vacinas. Nos países ditos desenvolvidos e mais ricos, 65 em cada 100 pessoas foram já vacinadas. Nos países pobres apenas 3 pessoas em cada 100 foram vacinadas. Apenas 4% das vacinas chegaram aos mais pobres. No compromisso que os países mais ricos assumiram com as Nações Unidas através do programa COVAX, de doação de 2 mil milhões de vacinas, apenas ainda foi doado 1 quinto do prometido.

Não haverá fronteira segura enquanto o combate à COVID não for realmente mundial.

RECURSOS E ENERGIA

Os recursos naturais, como minérios, gás, petróleo, água, recursos agrícolas, recursos piscícolas, e outros, estão presentes aleatoriamente em todo o planeta, seria de esperar que fossem propriedade e de usufruto de todas as espécies que nele habitam, porém, alguns exemplares do Homo dito Sapiens Sapiens, reclamam a sua posse e gestão, explorando e chantageando os seus semelhantes no intuito de ter mais poder e riqueza, condenando os que estão fora das suas fronteiras à pobreza e à dependência. Esquecem, no entanto, que qualquer desses recursos não é renovável e terá um dia o seu fim. Não haverá fronteira que impeça que o rico de hoje seja o pobre amanhã.

ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS

A atmosfera terrestre não é compartimentável, os oceanos não são contíveis em reservatórios, as correntes oceânicas e atmosféricas são um emaranhado global jamais controláveis nas suas dinâmicas. Um determinado país, dentro das suas fronteiras, reduzir emissões poluentes, enquanto outros continuam a poluir massivamente, não evitará que qualquer tempestade ou evento climatérico extremo se abata sobre qualquer local, atravessando e ridicularizando assim as fronteiras criadas por um ser que reclama ser inteligente.

REFUGIADOS – MIGRAÇÕES

Ao longo de toda a existência de vida na Terra houve deslocação de espécies, incluindo claro está, a Espécie Humana, de outra forma não haveria humanos em todos os continentes e latitudes. A procura de melhores condições de vida é uma força incontível e incessável, inerente a qualquer ser vivo. As barreiras artificiais que se criam para evitar deslocações não são solução para as evitar. Os milhares de milhões de dólares anualmente gastos em erguer barreiras e em segurança policial e militar para as manter, seriam com certeza suficientes para desenvolver riqueza e melhores condições de vida nos locais onde se pretende que as pessoas se mantenham.

As soluções impulsivas, imediatas e impensadas não resolverão qualquer dos problemas que atrás foram elencados. Teimar na construção e preservação de fronteiras, sejam elas, físicas ou de comportamento, agravará o caos, promoverá a morte de milhões de humanos, e aumentará a possibilidade de terminar com a vida na Terra, tal a conhecemos.

Apesar de se autoproclamar sapiente, a espécie humana é, na realidade, néscia.

Como num lar, as famílias têm locais comuns de convivência, seja a cozinha, a sala de estar ou a sala de jantar. Com a humanidade continuando com fronteiras acerrimamente defendidas, os locais comuns nunca existirão.

Sendo a Espécie Humana uma espécie gregária, a sua sobrevivência passa exatamente pela união e partilha, o primeiro passo imprescindível à continuidade, será, imperativamente, eliminar as fronteiras que existem nas tais mentes que se dizem sapientes.

 

Escassez de respeito e admiração-capa-mileniostadium

Paulo Gil Cardoso 

Opinião

 

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER