AmbienteBlog

A Beleza do Gaio

Terra Viva

As inconfundíveis penas azuis nas asas completam a beleza de uma das aves mais extraordinárias residentes em Portugal.

O Garrulus glandarius, pode-se dizer que é uma ave muitas vezes oportunista no que concerne à alimentação, é omnívoro, alimentando-se tanto de frutos, como as bolotas, assim como de lagartas, escaravelhos e grilos. Muitas vezes assalta ninhos de outras aves procurando pequenas crias e ovos. Tem a particularidade de reunir e guardar alimento para o inverno, colhendo e escondendo bolotas no solo.

A Beleza  do Gaio-ambiente-mileniostadium
Créditos: DR.

A reprodução acontece essencialmente no mês de abril, com uma postura de cinco a sete ovos, com uma incubação de cerca de 16 a 17 dias, num ninho construído com folhas, musgo e pequenos galhos, normalmente em árvores ou arbustos. As crias abandonam o ninho ao fim de 21 dias.

Este corvídeo é um excelente imitador do canto e sons de outras aves, usando essas imitações para por vezes evitar predadores, imitando perfeitamente, por exemplo, o gavião. A sua dimensão é bastante inferior aos seus parentes como o corvo ou a gralha, atingindo cerca de 33 a 36 cm, tendo uma envergadura de asas na ordem dos 52 a 58cm e pesando entre 140 a 190gr.

Existe em quase toda a Europa, norte de África, Ásia e chegando no Leste até ao Japão. Nas zonas mais frias do norte da Europa existem populações que migram fugindo ao frio de inverno, regressando na primavera aos locais de nidificação. Em Portugal é residente todo o ano, ocorrendo as populações mais numerosas no Minho, podendo-se observar em grande número nas margens do rio Lima, estando, no entanto, presente em quase todo o território. Não é considerada uma ave ameaçada, mas é uma espécie protegida.

Existe alguma pressão sobre os seus habitats, essencialmente devido à redução de florestas, essencialmente de carvalhos, e também por perseguição humana, por erroneamente se julgar prejudicial às colheitas e aos pomares.

É uma ave benéfica à agricultura uma vez que ajuda a controlar populações de lagartas, traças e escaravelhos, contribuindo para o equilíbrio dos ecossistemas. Protejamos beleza e a diversidade da nossa Terra, só teremos a beneficiar com isso.

Paulo Gil Cardoso/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER