Temas de CapaBlog

Setor da restauração ansioso por código QR

Setor da  restauração  ansioso por  código QR-canada-mileniostadium
Créditos: DR

Numa altura em que o governo de Ontário se está a preparar para lançar o sistema de certificado de vacinação com recurso a QR, um código de barras que pode guardar no seu smartphone ou que, se preferir, pode imprimir, vários setores de atividade ainda estão a sofrer com o modelo de vacinação COVID-19 que entrou em vigor a 22 de setembro.

A nova regra imposta pelo Governo de Ontário segue a mesma orientação do que já tinha sido implementado noutras jurisdições. O Quebec, por exemplo, foi a primeira província canadiana a anunciar que ia recorrer ao sistema de QR para evitar futuros confinamentos, novas restrições e para retirar pressão do sistema de saúde.

Pouco depois de Ontário exigir que qualquer cliente de restaurante, bar, ginásio ou casino prove que está totalmente vacinado contra a COVID-19 antes de entrar nestes espaços, o setor da restauração queixa-se que a nova política fez aumentar os custos de atividade. Em entrevista ao Milénio Stadium, o presidente da Ontario Restaurant Hotel & Motel Association (ORHMA), Tony Elenis, disse que a grande maioria dos membros concorda com a exigência de prova de vacinação, mas explica que o modelo criou frustração e agora a grande esperança é que o código QR traga alguma tranquilidade. 

A Ontario Restaurant Hotel & Motel Association é a maior associação da província do setor da hotelaria do Canadá e representa mais de 4.000 membros. Segundo a Statistics Canada, em 2020 existiam no país cerca de 65.000 restaurantes. Este ano estima-se que o número se situe entre 40.000 e 45.000.

De acordo com a Restaurants Canada, cerca de 47% dos restaurantes disseram que iam aumentar o preço dos seus menus em 4% nos próximos meses. Para já o governo não está a passar multas aos estabelecimentos que não cumprem as regras, mas depois da abordagem educacional espera-se que as multas comecem a ser aplicadas. Os montantes das multas variam entre $750 para indivíduos e $1000 para empresas.   Até 30 de setembro a autarquia de Toronto tinha recebido 237 queixas sobre a nova regra de vacinação, mas foram emitidas apenas três cartas de aviso a empresas. Restaurantes, bares e cafés são os setores de atividade com maior número de queixas até à data.

Milénio Stadium: Desde 22 de setembro que o Governo do Ontário tem implementado uma nova política de vacinação COVID-19. Que feedback é que tem recebido dos membros da ORHMA?

Setor da  restauração  ansioso por  código QR-canada-mileniostadium
Tony Elenis, presidente da Ontario Restaurant Hotel & Motel Association. Créditos: DR.

Tony Elenis: Temos vindo a receber reações mistas. Trata-se de um tópico sensível. A grande maioria deseja implementar o programa de vacinação. Alguns tomaram a liderança e implementaram-no antes da regulamentação governamental.

Aqueles que abraçaram o programa acreditam que a nova política vai impedir novos confinamentos e que vai acabar por levantar restrições de capacidade. Com o tempo, o programa vai aumentar a confiança dos consumidores.

MS: Até agora algum dos seus membros já recebeu uma carta de aviso?

TE: Não tenho a certeza, uma vez que o governo está a adotar uma abordagem educacional na primeira fase de implementação do plano.

MS: A nova política acrescentou mais custos para as empresas?

TE: Há novos custos acrescentados à mão de obra porque agora os funcionários têm de estar à porta para receber os clientes. Cada momento conta para nos concentrarmos no serviço aos clientes e os empregados de hoje em dia estão muito ocupados com várias tarefas. A mão de obra no setor é um problema grave e os restaurantes não têm pessoal extra para desempenhar estas funções. Podem também existir custos de telemóveis relacionados com a nova aplicação que vai ser criada.

MS: A atividade empresarial abrandou desde que a nova política entrou em vigor?

TE: É um programa complexo e há muita frustração dos funcionários que lidam com clientes não vacinados. Isto leva tempo. A verificação da vacinação e dos certificados é um trabalho manual para muitos e aqueles que utilizam o código QR estão mais adiantados.

MS: Na semana passada, o Governo do Ontário tornou as vacinas COVID-19 obrigatórias para os trabalhadores dos lares de idosos. Acha que é apenas uma questão de tempo até as vacinas se tornarem obrigatórias no setor da hotelaria? Qual é a percentagem de trabalhadores vacinados no setor?

TE: Nenhuma das províncias designou trabalhadores em empresas privadas. As empresas gostariam que o governo designasse isto, uma vez que é mais fácil de implementar para o pessoal.

MS: A ORHMA espera que a situação melhore com o código QR a partir do dia 22 de outubro?

TE: Acreditamos que sim e estamos a apelar a uma melhoria na aplicação para que sejam incluídas isenções médicas e fotografias de identificação.

Joana Leal/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER