Temas de Capa

Os prós e contras das redes-sociais

Os prós e contras das redes-sociais-canada-mileniostadium
Crédito: DR.

Bom dia caros leitores,

Cá estamos, não é? Mais uma semana. Meio de mais um mês, curiosamente o mais pequeno do calendário. Semana agitada a nível mundial. Local. Social. Fim de semana de São Valentim (fim de semana do amor) do Cupido :). Fim de semana de celebrar a família e também início de um novo ciclo lunar chinês. Novo zodíaco que dizem os entendidos vai levar as mazelas deixadas atrás pelo ano do Rato. Este ano que se inicia agora é o ano do Boi, segundo o zodíaco Chinês.  A ver o que nos traz de bom ou menos mau.

Quanto ao assunto em cima da mesa pelo Milénio desta semana.  Até que ponto estamos nós submersos e assoberbados pelas redes-sociais. Confesso que ocupam uma boa parte da minha vida talvez porque me mantêm até certo ponto informada, porque informam. Mas há que separar o trigo do joio, ou seja, perceber que muita desta informação que nos é forçosamente impingida não é toda altamente benéfica e verídica. Cabe a nós, sim a cada um de nós ter essa perceção.  Passamos a entender um pouco melhor esta “Globalização“. As redes sociais atingem e ultrapassam o que não está e o que está para além dos limites do real.

As redes sociais tornaram-se num novo e importante meio de intercâmbio de informações, ideias e comunicação. Plataformas que aproximam parentes e amigos encurtando distâncias. Dada a natureza aberta da Internet, as informações podem fluir muito fácil e rápido perante as populações. A rede pode ser representada como um gráfico onde os indivíduos ou organizações são o conjunto de vértices e os relacionamentos ou conexões entre os vértices são o conjunto de arestas. Além disso, as redes sociais representam intrinsecamente a estrutura de um sistema mais complexo que é a sociedade. Estas estruturas estão relacionadas com as características dos indivíduos. Por exemplo, os indivíduos mais populares são aqueles com maior número de contactos e “likes” e “shares”. Gostos e partilhas. Em particular, aceita -se que a estrutura da rede pode afetar a forma como a informação se propaga nas redes sociais. No entanto, ainda não está claro como a estrutura influencia na propagação, como medir seu impacto e quais as possíveis estratégias para controlar o processo de difusão. A propagação da informação em redes é de grande relevância para as áreas de publicidade e marketing, educação, campanhas políticas ou de saúde, entre outras. Podemos assim perceber, ou não como as redes sociais e o seu impacto podem ser aplicados e estendidos em diferentes campos de pesquisa como redes biológicas e modelos de comportamento social animal, modelos de propagação de informação nas epidemias e na saúde pública, entre outros. Daí o quão importante é estar informado e alerta para que ao fim do dia não fique com a mente em “overload” de informação. Muitas vezes menos real. Não esquecer que o que neste momento é muito popular, daqui a uns meros segundos já perdeu a sua validade. Use o seu Twitter, Facebook, Instagram e todas as outras plataformas de uma forma benéfica e socialmente capaz de o satisfazer sem ter de manchar nada nem ninguém a nível social, mental e na sua integridade.

Cuide-se e bom fim de semana. Feliz dia de São Valentim e da Família. 

Até já, Cristina.

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER