Temas de Capa

O sonho dá “cor“ à vida

O sonho dá “cor“ à vida-capa-mileniostadium
Créditos: DR

Muito bom dia meus caros leitores e amigos. Espero-vos muito bem e muito saudáveis. Repito esta frase com alguma frequência, porque é esse, realmente, o meu desejo – que estejam bem e saudáveis.

Acaminho do fim de setembro. Vê como é uma realidade? O ano a passar mesmo em cinco minutos. Tópico após tópico, o jornal Milénio e a sua equipa de profissionais escolhem, semana após semana, temas da atualidade que, de uma forma ou de outra, são de extrema importância para a nossa comunidade. Que deseja ser quando for grande? Lembra-se de lhe colocarem esta questão quando era criança? E que dizia? O que respondia na grande parte das vezes?

Ah quero ser professor, médico. Ter o meu negócio para poder ajudar a família, etc… Sim, mas a cada volta que o mundo dá, esta questão torna-se mais complicadita. Já não é assim tão fácil ser só professor, médico, advogado ou até um simples operador de esta ou daquela máquina. O mundo atual, ainda que necessite de muita mão de obra física, está muito mais inclinado para a robótica. Mão de obra virtual e, a cada dobrar da esquina, pessoal altamente especializado.

A tecnologia e o avanço das sociedades, já não requer somente uma “cunha” para este ou aquele emprego. Há que haver certas e determinadas regras que nos controlam cada vez mais. Quando me colocaram a mim essa questão, eu por acaso sempre quis ser advogada e sei que teria sido uma excelente advogada. Que lutaria pelos direitos humanos até ao meu último sopro. No entanto, a vida assim não o permitiu.  Nasceram as crianças quando eu ainda era jovem e, não sendo por aí, mas optei por trabalhar sempre honestamente para lhes proporcionar uma vida estável. Sem muitos percalços para que elas pudessem, se assim o quisessem, serem elas as pessoas que eu não consegui ser. Tenho orgulho em tudo o que fiz até ao dia de hoje. Sempre com integridade e honestidade. Não é um canudo que nos define, embora nos abra várias e muitas outras portas à oportunidade.

Consegui até hoje ter duas carreiras, pelas quais tenho paixão – rádio e restauração. Considero-me uma sortuda e nunca me esqueço de quem me segurou na mão, para isso alcançar.

Prepare os seus filhos psicologicamente se ainda forem jovens e encaminhe-os pela melhor estrada possível. O mundo mudou e continua a mudar. Pós pandemia a situação socioeconómica não está nem sombra do que era e já não era grande coisa.  Muitas alterações e pré-requisitos.  Muito stress e carreiras que antes nem se ousava sonhar com elas. Eu continuo a seguir o meu coração e o senso comum. Creio que se juntarmos integridade, honestidade e bem querer, encontramos os elementos essenciais para qualquer carreira, mais ou menos high-tech.

E o que é e vale sempre o que vale.  Fique por aí e até mais logo pelas 6 horas da tarde, horas de Toronto em mais um RoundTable.

Até já,

Cristina

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER