Temas de CapaBlog

“O exercício físico não o ajuda a evitar uma constipação, mas ajuda-o a recuperar mais rapidamente”

Tony Mark

exercício físico não o ajuda-capa-mileniostadium
Crédito: DR.

Com a queda das folhas temos de nos preparar para o aparecimento de constipações. No outono o nosso sistema imunitário é posto à prova e existem recomendações e dicas que podem ser importantes não para prevenir as doenças e as viroses da época, mas para fazer com que o nosso corpo esteja mais fortalecido e por isso em melhores condições de lutar contra possíveis doenças. Com o fim das restrições que impunham limites de capacidade para os ginásios operarem, esta pode ser a altura certa para regressar aos treinos e a um estilo de vida mais saudável.

O Fitness Industry Council of Canada divulgou esta semana que cerca de 42% da indústria encerrou as portas durante a pandemia. Para os que conseguiram aguentar, como é o caso do “Balance”, um pequeno ginásio focado em treino e reabilitação localizado na Yonge Street e St. Clair, cujo dono e fundador é Tony Mark, o conceito deste ginásio é ideal para a pandemia. Para o personal trainer, com mais de 30 anos de experiência nesta área, os riscos do sedentarismo para a nossa saúde são muitos e o exercício diário de baixa intensidade é recomendado.

Milénio Stadium: Porque é que o ginásio “Balance” tem um conceito diferente? Porque é que decidiu criar este conceito e como é que sobreviver num mercado tão competitivo?

Tony Mark: Essa é uma questão interessante porque sempre nos esforçámos por prestar um serviço de alto nível aos nossos clientes. Tenho vários ginásios e alguns deles são ginásios de volume, os clientes entram, treinam e saem. A diferença do Balance para a maioria dos ginásios da cidade é que funciona como uma boutique. Num ginásio de boutique o nível de serviço é muito elevado, por isso somos capazes de nos diferenciar de todos os outros. À medida que as pessoas ficaram cada vez mais paranoicas com a pandemia, começavam a procurar ginásios mais pequenos. O ginásio de boutique era o conceito perfeito para a pandemia porque as pessoas se sentiam mais seguras no ginásio. Uma das coisas que fazemos é o personal training, mas parte do conceito que temos é também ter uma série de serviços no mesmo teto, além do personal training temos também quiroprata, massagista e naturopata. 

MS: O exercício físico pode fortalecer o sistema imunitário?

TM: Sim, melhora definitivamente porque ajuda a construir um corpo mais forte. Quando o nosso corpo está mais saudável consegue combater os vírus e as doenças mais facilmente. Um corpo mais fraco é sempre mais suscetível a ficar doente. O exercício físico em geral deve ser o primeiro a ser prescrito para ajudar as pessoas a prevenir doenças. Não significa que não vai ficar doente, mas significa que, se ficar doente, pode combater as doenças mais facilmente. O exercício físico não o ajuda a evitar uma constipação, mas ajuda-o a recuperar mais rapidamente. O tipo de exercícios que ajudam a melhorar o sistema imunitário são os que fortalecem o coração e os pulmões. Correr ou andar de bicicleta diariamente são atividades boas para ter um sistema cardiovascular forte.

MS: Como é que podemos prevenir as lesões? E quais são as lesões mais frequentes nos clientes do “Balance”?

TM: Para prevenir lesões é construir uma estrutura mais forte e isso é possível com exercício físico que nos torna mais flexíveis e mais ágeis. No Balance temos um quiroprata que ajuda as pessoas a recuperarem de lesões e a prevenir lesões. O nosso quiroprata faz uma avaliação completa à pessoa e isso inclui uma avaliação aos joelhos, ancas, costas, etc. O exame vai determinar se a pessoa caminha corretamente e que tipo de exercícios é que deve fazer para evitar lesões. Como os nossos clientes são um pouco mais velhos, as três lesões mais comuns são nas costas, ombros e joelhos e cada uma destas lesões requer tratamentos diferentes.

MS: Quais são os riscos de saúde para quem é sedentário e não pratica nenhum tipo de exercício?

TM: A lista de problemas de saúde para quem é sedentário é enorme. Se as pessoas não têm um estilo de vida saudável quando envelhecem têm normalmente problemas nas articulações e mais risco de desenvolverem ataques cardíacos, derrames, diabetes, lesões, etc. Se não estamos em forma temos mais riscos de ter excesso de peso que está associado normalmente a hipertensão e a colesterol elevado. Não podemos fazer exercício de grande impacto todos os dias, mas podemos fazer exercício de baixo impacto. Não existe nenhum problema em fazer caminhadas sete dias por semana, mas fazer exercício de grande impacto todos os dias não é bom.

MS: Como é que sabemos qual é a melhor actividade física para cada um de nós? Como é que podemos fazer opções inteligentes sem magoar o nosso corpo? Quais são os melhores exercícios para os mais jovens e para os mais velhos?

TM: Depende de uma série de fatores que vão desde a idade ao tipo de corpo que cada um de nós tem. Tudo depende da pessoa, mas a prioridade deve ser encontrar um exercício que a pessoa goste e onde se sinta segura. Para os mais jovens, o melhor tipo de exercício é o treino, para os mais velhos, depende do tipo de lesões que têm. Se tiverem lesões nas costas, joelhos ou cotovelos têm de optar por um exercício que não vai ter impacto nessas áreas.

MS: Esta semana a província de Ontário voltou a permitir que os os ginásios operassem sem limites de capacidade desde que as pessoas mostrem prova de vacinação COVID-19. São finalmente boas notícias para esta indústria?

TM: O Balance é um ginásio pequeno por isso a diminuição das restrições não mudou muito no nosso dia-a-dia. Mas nos outros dois clubes ainda temos clientes que não estão prontos para regressar ao ginásio. As pessoas ainda estão cautelosas, sobretudo os mais velhos porque com os mais novos é diferente. Diria que quanto mais jovens somos menos cautelosos tendemos a ser. Ainda assim para a maioria das empresas são boas notícias porque significa que mais clientes estão de volta.

Joana Leal/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Não perca também
Close
Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER