Temas de Capa

Natal, faça-se todos os dias!

Natal, faça-se todos os dias-capa-mileniostadium
Créditos: DR.

Muito bom dia. Sejam bem-vindos a este humilde cantinho que ocupo todas as sextas-feiras. Até me deixarem expressar o que me vai na alma e no coração.

Espero que tenham passado bem mais esta última semana. Apesar dos pesares e de todo este stress que nos rodeia.

Acordamos e…, é quase Dia de Natal.  Afinal, não deveria ser Natal todos os dias?

Há uma frase que para mim apesar de já ter sido dita uma e milhares de vezes tem sempre uma grande dose de realidade. Que “O Natal é quando o homem quer“ e eu adiciono, e a mulher também.  Simplesmente para dizer que, para mim, presentear alguém com algo material pode ser feito a qualquer altura.  Mas presentear alguém com um gesto bonito ou uma boa ação vai muito além de todo este estigma comercial que envolve esta data.

As crianças ficam na expetativa de abrir presentes e desarrumar a sala. Os adultos enchem-se de stress até esse dia chegar. Para mim, com toda a franqueza, já lá vai o tempo em que corria para os shoppings para agradar a A, B ou C.

Quero agradar a quem realmente me faz bem – à alma e ao coração. E, claro, a mim mesma. Esta pandemia se não conseguiu ensinar alguns valores às pessoas, afinal, não valeu de nada. O presente simples de um abraço amigo tem muito, mas muito mais, valor do que mais um “boneco” que se coloca na prateleira a criar pó. 

Como vai ser o Natal este ano para o comércio em geral? Talvez mais rentável, há um pouco mais de “liberdade” em termos de restrições e as pessoas, nós enquanto seres humanos somos “animais de hábitos “, e a tendência é para retomar velhos hábitos e tradições. E ainda bem que assim é.  É sinal de que estamos a tentar, de uma forma ou de outra, superar o stress que nos foi colocado entre mãos e estamos a tentar lidar da melhor forma possível.

Seria muito bom que as pessoas também não descurassem os cuidados e sugestões da OMS nestes últimos dois anos, porque ao que tudo indica nem tão cedo nos livraremos deste malvado vírus, das suas teimosas variantes e nem das implicações a ele agregadas. Daí a minha humilde sugestão que fica aqui nestas linhas:

Não descure, proteja-se. Tome cuidado para que não propaguemos mais este sofrimento de dar um passo em frente e dez atrás. Sejam muito felizes, celebrem, mas em segurança.

É o que é, e vale sempre o que vale.

Feliz Natal com muita saúde.

Até já,

Cristina


Participe do giveaway do MDC Media Group Inc. Clique aqui.


Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER