Temas de Capa

Global climate strike, cidadãos unidos pelo clima

No ano de 2019, o “GLOBAL CLIMATE STRIKE” realizado no dia 29 de novembro, foi o momento de maior impacto no mundo na minha opinião, liderado pela ambientalista Greta Thunberg. Manifestantes em mais de 150 países saíram às ruas em defesa do meio ambiente. Um protesto que mobilizou milhões de crianças, jovens e adultos, numa tentativa de chamar à atenção dos políticos, instituições e grandes empresas a tratarem o assunto com mais seriedade e medidas drásticas.

Ela ganhou fama e inspirou movimentos estudantis na luta contra o aquecimento global e em defesa da natureza com ações e frases como “Nós, os jovens, não vamos deixar que vocês saiam impunes disto. Aqui, hoje e agora, nós estabelecemos o nosso limite. O mundo está a despertar e a mudança está a chegar, quer vocês queiram quer não”. A estudante é a mais jovem a ser indicada individualmente ao título de ‘personalidade do ano’ pela revista Time.

Em 2018, Greta deixou de ir às aulas todas as sextas-feiras em Estocolmo, Suécia, para protestar contra o aquecimento global. O ato solitário ganhou apoio nas redes sociais e tornou-se uma campanha mundial conhecida como “Fridays For Future” (“Sexta-feiras pelo Futuro”).

Eu tive a minha experiência pessoal com a oportunidade de participar no evento que decorreu em Toronto, fazendo parte da equipa de reportagem da Camoes TV / jornal Milénio Stadium. Foi um espanto ver milhares de crianças, jovens e adultos caminhando juntos pela mesma causa. A vontade e resiliência dos jovens presentes no evento foi o que mais me chamou à atenção. Pela primeira vez, o mundo começou a encarar os problemas ambientais de uma forma mais séria e como parte importante do panorama da política mundial. Greta prometeu continuar a luta com ações mais concretas para que possamos evitar as alterações que ameaçam o planeta.

Segundo os cientistas, se não pararmos desde já e de forma significativa as alterações climáticas, os resultados poderão ser devastadores. Caso o planeta continue a aquecer, poderão verificar-se algumas das seguintes mudanças:

O nível do mar irá subir devido ao facto de a água expandir com o aumento da temperatura e de os oceanos absorverem mais calor do que a terra. O mesmo sucederá devido ao derretimento dos glaciares e das banquisas (gelo marinho).

Algumas cidades costeiras poderão ficar inundadas.

Algumas zonas com chuva e queda de neve abundantes poderão tornar-se mais quentes e secas.

Os leitos de alguns rios e lagos poderão secar.

O número de situações de seca poderá aumentar, prejudicando as colheitas.

As reservas de água potável para consumo, higiene, agricultura e produção de alimentos poderão diminuir.

Poderá ocorrer a extinção de muitas espécies animais e vegetais.

Fenómenos climáticos extremos como furacões, tornados e outras tempestades que,sejam causadas por alterações na temperatura e no mecanismo de evaporação da água poderão tornar-se mais frequentes.

“Vocês estão a falhar connosco. Mas os jovens já começaram a entender essa traição”.

Francisco Pegado

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Não perca também
Close
Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER