Temas de Capa

Felizes – Encontrar um amor online… em português

Estando nós num mundo cada vez mais digital, longe ficam os tempos de namoro à janela. A vida apressada, a tecnologia e, agora, uma pandemia, fazem com que a internet seja o local ideal e de preferência óbvia para aqueles que procuram encontrar alguém para partilhar a vida ou apenas umas horas.

O Felizes.pt é um website de encontros “em português e com maturidade”, que nasceu para a zona de Lisboa e centro de Portugal, com o intuito de se diferenciar das famosas aplicações de namoro criadas fora do país, fazendo com que as pessoas se sintam assim mais em “casa”, mais próximas da realidade que lhes é conhecida. Destaca-se também por procurar ser um espaço onde o utilizador possa contar com pessoas com intenções sérias, que eventualmente se transformem numa relação de amor ou de amizade.

felizes encontrar um amor online-portugal-mileniostadium
Créditos: Everton Vila

Nesta edição do jornal Milénio Stadium tivemos a oportunidade de conversar com Rui Sousa, gestor de parceiros do Felizes.pt, e entender melhor o foco primordial deste projeto que, segundo ele, é o romantismo – uma característica bem… portuguesa!

Milénio Stadium: Como e porque é que surgiu este website?

Rui Sousa: Numa época cada vez mais digital, em que as pessoas têm pouco tempo disponível para socializar, faz todo o sentido haver ferramentas no mercado para poder conhecer pessoas online. No entanto, apesar de haver muitos sites de encontros, achamos que não estavam adaptados ao nosso povo, à nossa cultura de relações e por isso decidimos criar uma plataforma mais próxima do que consideramos ser as necessidades e preferências dos portugueses.

MS: A quem é que se dirigem?

RS: O Felizes dirige-se a todas as pessoas que queiram desenvolver uma amizade ou encontrar o amor, sendo que a maioria dos nossos membros têm 30 anos ou mais.

MS: Quantos usuários têm?

RS: Número de utilizadores inscritos: Temos 290.130 utilizadores inscritos no total na plataforma. Em 2020, registaram-se 62.879 novos utilizadores. Número de utilizadores ativos: Temos 73.504 utilizadores ativos. Como utilizadores ativos, consideramos utilizadores que acederam ao site (pelo menos uma sessão) nos últimos 7 dias.

MS: Como funciona o Felizes.pt?

RS: A plataforma do Felizes é intuitiva e simples de usar, está adaptada a qualquer idade adulta e é utilizada também por muitos membros de idade sénior. Para utilizar o Felizes basta criar o seu perfil e procurar membros que sejam compatíveis com o que procura. Pode conversar com quem quiser e até mesmo jogar ao Cupido.

MS: O que é que tem de diferente o vosso serviço, relativamente a outras aplicações que já existem no mercado?

RS: O Felizes foca-se no que consideramos uma caraterística do povo português, o romantismo. A maioria dos sites de encontros que eram utilizados em Portugal eram sites estrangeiros e que não tinham em conta estas caraterísticas.

O Felizes é um site de encontros para românticos, para pessoas já com alguma maturidade, que procurem relações sólidas e verdadeiras, sejam elas amorosas ou de amizade. Incentivamos o respeito, o romantismo, o cavalheirismo e tudo na plataforma apela a esses valores. As mulheres tinham mais resistência a inscrever-se em sites de encontros, mas com as características do Felizes, as mulheres portuguesas sentem-se mais confortáveis e aderem mais, o que acaba também por atrair homens com os mesmos valores.

MS: Quais são as motivações de quem procura os serviços do vosso website? Têm uma ideia?

RS: As pessoas quando são mais jovens costumam ter um círculo social mais amplo e é fácil socializar quando querem. Em idades mais maduras, esse círculo social muitas vezes é perdido e as pessoas sentem-se sós e não sabem como voltar a ter uma vida social ou a reencontrar novamente o amor. Ir até um café e começar a conversar com pessoas é um caminho complicado porque as pessoas que lá estão podem não estar à procura do mesmo. No entanto, quem se inscreve no Felizes sabe que os restantes membros também têm a mesma necessidade, também querem criar novas amizades ou conhecer alguém para ser companheiro de uma vida.

MS: Conseguem saber quantos casais se formam com base no vosso serviço?

RS: É complicado saber o número de pessoas que encontra o amor na plataforma. Os casais que saem do nosso site tendem a apagar as suas contas, e construírem uma vida em comum, e raramente voltam para nos dar feedback de como estão a correr as coisas. É normal.

O que conseguimos avaliar é através dos testemunhos que convidamos os nossos utilizadores a escrever quando apagam as contas. Todos os dias recebemos testemunhos de pessoas que encontraram o amor, que estão felizes e agradecidas. A lista é extensa e é pública: https://felizes.pt/HistoriasDeAmor

De um ponto de vista mais objetivo, conseguimos calcular que, de entre todas as pessoas que nos deixaram testemunhos, 31% afirmava sair porque havia encontrado outra pessoa.

MS: Como vive um website deste género em termos financeiros? Que retornos têm?

RS: O nosso modelo de negócio é com base em assinaturas. Não temos publicidade e os preços que praticamos são dos mais baixos no mercado.

MS: Como conseguem garantir a proteção de dados dos vossos usuários?

RS: Em termos informáticos, os dados são todos guardados de forma encriptada e confidencial. Não utilizamos os dados para mais nenhum fim exceto para aquele a que se destina, ou seja, não vendemos nem utilizamos para fins comerciais.

A nível de acesso a dados pessoais, posso também adiantar que nem sequer os funcionários do Felizes têm acesso. Todos os dados têm também um tempo de vida, ao fim do qual (e se não for solicitado antes) são apagados de forma permanente.

Catarina Balça/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER