Temas de Capa

Encontrar o equilíbrio

selection-assortment-of-healthy-balanced-food-for-2021-08-30-09-29-58-utc - milenio stadium

 

A vontade de ter o peso ideal leva muitos a recorrer a vários métodos, uns mais convencionais, outros menos. Deixar de comer o que sabemos nos faz mal, mas nos sabe bem, é difícil. Exige sacrifício, determinação e o cumprimento à risca de um plano alimentar adequado para os objetivos a atingir. Numa sociedade tão acelerada, torna-se compreensível que se queira que os resultados desejados surjam rapidamente, de forma fácil, como quase tudo é hoje. Com um estalar de dedos termos o corpo ideal para nos esticarmos num qualquer areal em pleno verão é um sonho que um poderoso e agressivo trabalho de marketing nos faz acreditar que é possível atingir. Muitos anunciam chás milagrosos, gomas que derretem gorduras durante a noite, tratamentos com máquinas que nos moldam o corpo e eliminam gorduras e celulites indesejáveis, tratamentos de acupuntura que nos diminuem o apetite. O difícil é saber onde reside a verdade neste tipo de informação. O que é logro ou realmente pode ser tomado em consideração quando estamos numa fase em que percebemos que a nossa vida (principalmente o nosso corpo…) tem que mudar.

Há também uma outra realidade a que não podemos fugir quando falamos destes assuntos – são cada vez mais as clínicas, dirigidas por médicos, ou nutricionistas que trabalham lado a lado com a chamada medicina tradicional e ainda com a tecnologia mais avançada para ajudarem os clientes a atingirem os seus objetivos. Pelo menos aparentemente esta será a forma mais adequada de lidar com este tipo de situações, ou seja, conjugar os conhecimentos e práticas da chamada medicina tradicional com os métodos alternativos, encontrando um equilíbrio entre os dois, que resulte para cada caso. Porque cada caso é um caso e esta é uma afirmação que se reveste da maior importância e nos faz compreender por que razão não devemos alinhar em dietas milagrosas, com os tais produtos milagrosos que resultaram com a prima, com o vizinho… porque cada corpo reage de maneira diferente. Nestas situações faz muito sentido que percebamos que não somos todos iguais.

Melissa Pancini é uma nutricionista registada, que trabalha no equilíbrio metabólico de cada pessoa que a procura, para a ajudar a atingir objetivos, mas como podem comprovar lendo a entrevista que nos concedeu é também uma profissional que não só aceita, como em determinadas situações recomenda o recurso aos chamados tratamentos alternativos, mas sempre como complemento daquilo que considera essencial – uma alimentação equilibrada e adequada às necessidades de cada um. Este tem que ser sempre o ponto de partida para que o ponto de chegada seja atingido com sucesso e com inteiro respeito pela manutenção e incremento da nossa saúde.

51840bff-0198-46c7-a038-d526dbc0b00c-profile_picture-Melissa-1-3 - milenio stadiumMilénio Stadium: Há cada vez mais pessoas a aderirem a tratamentos alternativos (por exemplo acupuntura, mas não só) para resolverem problemas relacionados com o peso. Como nutricionista, o que pensa disto?
Melissa Pancini: Eu acho que os tratamentos alternativos podem se complementar. Nos tratamentos alternativos nós olhamos para o cliente como um ser humano único que precisa de atenção individualizada. Não tratamos a doença e sim a causa. Em casos de emagrecimento essa pessoa terá que seguir um plano alimentar adequado, de preferência feito por um nutricionista, e ao mesmo tempo tentaremos entender o que leva essa pessoa a ganhar peso. Pode ser estresse, vício em alimentos processados, alguma deficiência nutricional, algum desequilíbrio hormonal, entre outros. Entendendo esse motivo podemos juntamente com o plano nutricional incluir outros tratamentos alternativos como suplementação, meditação, acupuntura…

MS: O uso de chás passou a ser um dos métodos usados para se emagrecer rapidamente. Que fundamento tem esta ideia de que os chás (pelo menos alguns) emagrecem?
MP: Muitos chás são usados com o intuito de perder peso, mas é preciso observar que existem diferenças entre a ação de cada tipo de erva. Muitas pessoas acham que os chás diuréticos ajudam no emagrecimento, mas não é bem assim. Um chá diurético vai ajudar na eliminação de líquidos podendo causar uma sensação de emagrecimento. Existem também os chás termogênicos, como o chá verde e o chá de gengibre, que aceleram o metabolismo e podem ajudar no processo de emagrecimento, mas só farão efeito se forem acompanhados de um plano nutricional adequado. Algumas ervas usadas para emagrecimento podem ter um efeito laxativo, não se deve exagerar na quantidade porque elas podem desregular o funcionamento intestinal e causar diarreia, vômito e desidratação. Além disso, é preciso atentar para o fato de que alguns chás possuem cafeína. É o caso do chá preto e do chá verde, por isso é melhor evitar tomá-los antes de dormir.

MS: Há cada vez mais produtos de ajuda ao emagrecimento à venda em todo o lado. A internet, por exemplo, está inundada de anúncios de produtos milagrosos com base em mistura de ervas. Que perigos existem na auto-prescrição de “medicamentos naturais” para dietas?
MP: Hoje em dia as pessoas buscam tratamentos rápidos e milagrosos. O fato é que eles não existem! Temos que parar de procurar saídas rápidas e fáceis para os nossos problemas e aprender a fazer o trabalho e os sacrifícios que precisam ser feitos para atingirmos nossos objetivos. As pessoas tem que entender que os produtos naturais também podem ser prejudiciais à saúde se forem usados de forma errada. Por isso a ajuda de um profissional é sempre importante.

MS: Acredita que a conjugação da alimentação equilibrada com outros tipos de tratamento (suplementos naturais ou outros) pode ser uma boa opção para quem tem dificuldade em encontrar o seu peso ideal?
MP: Na minha visão como nutricionista, o primeiro passo e o mais importante, é equilibrar a alimentação. Não adianta seguir nenhum protocolo (alternativo ou convencional) se você não oferece para o seu corpo nutrientes básicos para seu bom funcionamento. Depois disso acredito que seja válido incluir outros tipos de tratamento de acordo com a sua necessidade.

MS: Entre os tratamentos alternativos e suplementos alimentares que existem, quais recomendaria para apoiar uma dieta?
MP: Suplementos alimentares podem ser ótimos aliados, mas têm que ser adequados para cada pessoa, não se pode generalizar. Tive boas experiências com clientes que fizeram reflexologia, tratamento ortomolecular, acupuntura, massagem terapêutica e até hipnose durante o processo de emagrecimento. Esses tratamentos acompanhados de um plano alimentar podem ser fortes aliados não só para o emagrecimento, mas também para a saúde em geral.

Madalena Balça/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER