Temas de CapaBlog

Comer bem por pouco dinheiro – é possível?

Comer bem por pouco dinheiro-capa-mileniostadium
Créditos: DR.

Haja saúde e comida na mesa. Eis uma expressão que descreve bem o espírito com que muitos enfrentam as adversidades da vida. Aquelas que parecem gigantes, mas quando se consegue olhar para o lado e perceber que há muitos mais em situações bem piores, rapidamente vemos como, afinal, são pequenas. Porque verdadeiros problemas têm os que por razões diversas – ou porque perderam o trabalho, ou viram os rendimentos da família diminuírem drasticamente – não estão a conseguir suportar o aumento exponencial do custo de vida. Efetivamente, fica cada vez mais difícil a muitas famílias suportarem as despesas mensais e se muitos se veem perante a necessidade de recorrer a ajuda de bancos alimentares, outros procuram apoio familiar (quando existe…) e muitos outros têm sido obrigados a, literalmente, mudar vários dos seus hábitos alimentares.

Sabendo que quem tem dificuldades financeiras pode ter pouca disponibilidade (económica ou mental) para recorrer a um nutricionista de forma a pedir aconselhamento nesta área, resolvemos conversar com a nutricionista Bruna Queiroz para: por um lado, tentar saber se mesmo os que tentam cumprir um plano alimentar “desenhado” para as suas necessidades têm dado alguns sinais que indiciem alguma dificuldade em comprar os produtos alimentares aconselhados; por outro lado, pareceu-nos pertinente tentar perceber junto de uma nutricionista quais os problemas que decorrem de uma mudança de dieta alimentar que, por força das circunstâncias, se torne mais pobre, menos diversificada e menos nutritiva.

Por fim, Bruna Queiroz ainda aceitou colaborar com o Milénio Stadium, sugerindo-nos um plano alimentar para um dia, com refeições que consigam o equilíbrio entre oferecer uma dieta equilibrada à família e a necessidade de gastar menos dinheiro. Procuramos assim facilitar a vida a quem precisa de alguma orientação. É que, às vezes, falta mesmo imaginação para mais e, com esta conversa, fica claro que, de facto, é possível comer bem por menos dinheiro.

Milénio Stadium: O custo cada vez mais elevado dos produtos alimentares afeta muitas famílias. Tem sentido, nas suas consultas como nutricionista, que efetivamente há já famílias com dificuldade em assegurar uma alimentação equilibrada?

Comer bem por pouco dinheiro-capa-mileniostadium
Bruna Queiroz, Nutricionista e Coach Metabolic Balance. Créditos: DR.

Bruna Queiroz: Atualmente não tenho notado nas minhas consultas a queixa de famílias não conseguindo fazer uma boa alimentação por conta dos valores dos alimentos, apesar do visível aumento dos mesmos.

MS: Quais são os perigos que podem “ameaçar” a saúde das pessoas, decorrentes de uma alimentação dominada pelas dificuldades financeiras da família?

BQ: No meu ponto de vista, uma alimentação saudável pode custar o mesmo tanto que uma com ultraprocessados. Se escolhermos bem, os ingredientes naturais saem até mais em conta do que uma alimentação industrializada.

Porém, independentemente do aumento do preço dos alimentos, caso não sejam feitas boas escolhas no momento da compra dos alimentos os riscos à saúde podem ser altos, como por exemplo: obesidade, aumento dos índices de colesterol, glicemia, entre outros…. E isso sim pode sair caro demais. Se custa sua saúde, não vale a pena.

MS: Há relatos de que as prateleiras de supermercados que esvaziam mais rápido são as que têm produtos alimentares enlatados (em princípio por serem mais baratos). Preocupa-a como nutricionista esta opção?

BQ: Com toda certeza, sim! Sempre oriento meus pacientes a consumirem alimentos mais naturais possíveis. Adoro a seguinte frase: descascar mais, desembrulhar menos.

Talvez a economia nas compras poderia ser olhada por outro lado, mantendo alimentos mais saudáveis dentro do orçamento. Aqui no Canadá há várias lojas que vendem comida em maior quantidade com preços mais atraentes. É uma ótima opção para alimentos que a pessoa consome muito, por exemplo, cereais, farinhas, feijão, entre outros. E claro, sempre aproveitar as ofertas.

MS: Também tem sido notícia nos últimos dias que os canadianos estarão a optar cada vez mais por produtos que têm prazos de validade mais curtos e que, por esse facto, se encontram em promoção. De novo, o que pensa desta situação?

BQ: Não vejo tanto problema, desde que sejam consumidos dentro do prazo de validade. Pode ser uma boa alternativa para garantir melhores preços nas compras dos alimentos.

MS: Para ajudarmos quem está, neste momento, em dificuldade financeira, mas que quer proporcionar à sua família a melhor alimentação possível, pode enumerar os produtos que têm uma boa relação qualidade nutritiva/preço?

BQ: Entendo que temos boas alternativas de alimentos com ótimo valor nutritivo e com um bom custo-benefício. Entre eles, destaco os que são ótimas fontes de proteína: ovo, frango, feijão, lentilha, carne de porco e leite.

Além disso, é essencial consumir frutas, legumes e vegetais, que além de terem um bom custo/benefício também tem ótimos valores nutritivos, trazendo mais saciedade nas refeições. Nesse caso, a dica é optar por ingredientes sazonais. Tudo o que é da estação e de produção da região sai mais barato!

Plano alimentar para um dia

Comer bem por pouco dinheiro-capa-mileniostadium
Créditos: DR.

Café da manhã

  • Ovo
  • 1 opção de fruta
  • Pão integral 

Ou

  • Iogurte
  • Fruta
  • Aveia em flocos 

 

Comer bem por pouco dinheiro-capa-mileniostadium
Créditos: DR.

Almoço

·  Arroz integral

· Legumes/verduras (cenoura brócolis, couve flor, berinjela, abobrinha….)

· Filé de frango

·  1 opção de fruta 

 

Ou

  • Batata
  • Legumes/verduras
  • Filé Mignon suíno
  • 1 opção de fruta 
Comer bem por pouco dinheiro-capa-mileniostadium
Créditos: DR.

Jantar

  • Salada de grão de bico
  • 1 opção de fruta
  • Pão integral

Ou

  • Sopa de legumes com carne
  • 1 fruta
  • Pão integral

Catarina Balça/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER