Portugal

Centros comerciais vão ter luzes de natal apagadas

centros comerciais - milenio stadium

 

Durante o natal, os centros comerciais vão manter as luzes decorativas apagadas durante a manhã até às 18 horas. Prevê-se ainda que haja menos iluminação e que esta tenha uma alta eficiência energética.

A Sonae Sierra compromete-se a estender o seu compromisso com a poupança energética à época natalícia. Com o mote “Nós pouco notamos, mas o planeta sim”, a empresa quer reduzir o consumo de eletricidade nos centros comercias que gere em Portugal durante o natal através de medidas de eficiência energética inseridas na nova campanha “Energia Positiva”, lançada esta quarta-feira.

Todos os centros comerciais do grupo vão seguir esta medida, entre os quais o Arrábida Shopping, o Cascais Shopping, o Colombo e o Vasco da Gama, em Lisboa, o Estação Viana Shopping, em Viana do Castelo, o Gaia Shopping, em Vila Nova de Gaia, o Guimarães Shopping, o Madeira Shopping, no Funchal, o Maia Shopping, o Norte Shopping, em Matosinhos, o Parque Atlântico, em Ponta Delgada, o Portimão Retail Center, o Serra Shopping, na Covilhã, e, ainda, o Via Catarina Shopping, no Porto.

Face a 2019, a empresa diz ter reduzido 22% do consumo de energia depois de instalado nos centros comerciais iluminação de alta eficiência energética (as chamadas luzes LED) ao mesmo tempo que estes reduziram o consumo de eletricidade após o horário de funcionamento ou em períodos de menor tráfego. Além disso, passaram a utilizar mais a ventilação natural em detrimento do ar condicionado e reduziram ainda a quantidade de luzes decorativas.

Segundo a empresa, em 2021 poupou 12,3 milhões de euros em custos com a energia por ter optado por sistemas de inteligência artificial que operam automaticamente e continuamente equipamentos como a iluminação, o ar condicionado, a ventilação, os elevadores ou as escada rolantes.

Cristina Santos, diretora executiva da área de Property Management da Sierra Sonae, aponta que a gestão eficiente dos recursos sempre foi uma prioridade para a empresa, com especial atenção num momento em que Europa enfrenta as reduções das entregas do gás russo. “Leva-nos a implementar medidas que permitam reforçar ainda mais a redução dos consumos energéticos dos centros que gerimos. Deste modo, mitigamos o impacto da escassez de recursos e o aumento dos preços, seguindo em linha com as recomendações dos governos e agências reguladoras do setor energético”, explica.

Nas últimas duas décadas a Sonae Sierra diz ter conseguido reduzir 66% do consumo de eletricidade nos centros que gere. Desde 2003 41% do consumo de água, sendo que recicla e reutiliza 6% desta. Quanto às emissões de CO2, reduziu-as em 84%, desde 2005.

“Estamos orgulhosos dos resultados alcançados até hoje, e, com a compreensão e contribuição dos nossos lojistas e visitantes, mantemos a ambição de fazer mais e melhor”, adianta Cristina Santos.

Em 2012 a Sonae Sierra desenvolveu o programa de eficiência energética “Bright”, que possibilitou identificar mais de 700 oportunidades de melhoria e gerar uma poupança anual de mais de 7 milhões de euros.

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER