Mundo

Trump deverá pagar menos 12 milhões de euros de impostos com nova reforma fiscal

O Presidente norte-americano faz parte do grupo dos contribuintes mais ricos que será o grande beneficiado por este corte fiscal.

O “alívio fiscal histórico” aprovado esta quarta-feira pela maioria do Partido Republicano no Congresso em relação a uma reforma que vai reduzir os impostos das empresas e beneficiar os contribuintes mais ricos, cumpre uma promessa de campanha do Presidente e uniu os republicanos em vésperas de Natal. A medida é um verdadeiro presente de Natal para Donald Trump que irá assim poupar até 15 milhões de dólares por ano (aproximadamente 12,6 milhões de euros) nos impostos.

As contas resultam de um trabalho de análise e pesquisa pela Center For American Progress, e são citadas pelo Guardian. O substancial corte de impostos irá beneficiar ainda outros seis membros próximos do círculo do líder da Casa Branca, incluindo o seu genro, Jared Kushner e a secretária da Educação, Betsy DeVos. Com este corte fiscal, cada um passa a poupar, respectivamente, entre 5 a 12 milhões de dólares, no caso de Kushner (entre 4 a 10 milhões de euros), e até 2,7 milhões de dólares, no caso de DeVos (2,27 milhões de euros).

Também Wilbur Ross, secretário do Comércio, Linda McMahon, Administradora da Administração de Pequenos Negócios do governo, Steven Mnuchin, secretário do Tesouro (equivalente a ministro das Finanças em Portugal) e Rex Tillerson, secretário de Estado, irão beneficiar da reforma fiscal.

A ideia principal da reforma é reduzir os impostos para as empresas e para os contribuintes mais ricos para que o dinheiro antes pago em impostos seja aplicado no desenvolvimento e na criação de emprego.

“Creio que os norte-americanos, quer tenham um aumento ou corte fiscal com esta medida, sentem-se ofendidos que o Presidente Trump, o seu gabinete e os membros do Congresso beneficiem desta reforma fiscal”, avalia Seth Hanlon, um analista sénior da organização Center For American Progress, citado pelo jornal britânico.

Hanlon lembra ainda que Trump prometeu divulgar as suas declarações de impostos – como fizeram todos os líderes norte-americanos desde 1970 –, mas nunca o fez. Apesar de o Congresso ter poder para obter e divulgar estas declarações, a maioria republicana tem evitado que isso aconteça.

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER