Mundo

Tailândia adapta 15 carruagens de comboio para tratar doentes com covid-19

Tailândia adapta 15 carruagens de comboio para tratar doentes com covid-19 - milenio stadium - mundo
A Health worker with protective gear walk in side train carry group of infected with COVID-19 Rangsit train station, Pathum Thani Province, Thailand, Tuesday, July 27, 2021. Thai authorities were arranging trains to transport people who test positive with the coronavirus from Bangkok to their hometowns for isolation and treatment, to alleviate the burden on the capital???s overwhelmed medical system. (AP Photo/Sakchai Lalit)

As autoridades tailandesas pretendem adaptar 15 carruagens de comboios para receber doentes com covid-19, que estão à espera para serem atendidos nos hospitais lotados da cidade de Banguecoque.

Segundo Aswin Kwanmuang, governador da cidade de Banguecoque, as carruagens vão ser transformadas para receberem “redes mosquiteiras, que serão instaladas nas janelas, sistemas de água e eletricidade” e serviços sanitários, que serão construídos fora das carruagens.

Esta é uma medida que pretende diminuir o número de pessoas que procuram os hospitais da capital da Tailândia para receberem tratamento para a covid-19. As carruagens de comboios podem receber 240 pacientes, com sintomas ligeiros, e devem estar operacionais para receber os primeiros doentes a partir de sexta-feira.

As autoridades tailandesas também estão a utilizar os comboios para transportar a população infetada com covid-19 para receberem o tratamento em casa, de modo a também conseguir aliviar o sistema médico da capital.

O ministro da Saúde Pública da Tailândia, Anutin Charnvirakul, referiu que, na terça-feira, um comboio com 135 trabalhadores migrantes, que apresentavam sintomas ligeiros de covid-19, partiu da capital tailandesa para deixar os pacientes em sete províncias do nordeste do país e serem tratados em casa por uma equipa de médicos e enfermeiros.

As autoridades de Banguecoque também anunciaram que vão ser instalados mais hospitais de campanha em cada um dos 50 distritos da capital. Estádios, templos e edifícios privados vão ser também transformados em enfermarias para receber doentes em isolamento.

O número de casos de covid-19 do país do sudeste asiático tem vindo a aumentar significativamente, tendo na quarta-feira registado mais 16 533 novos casos e 133 mortes, sendo Banguecoque o centro da pior vaga que atravessa o país.

As baixas taxas de vacinação também não estão a ajudar o sistema de saúde pública da Tailândia. De acordo com os mais recentes dados, apenas 5% da população está completamente vacinada e 23% dos 70 milhões que compõem a população do país receberam uma dose da vacina contra a covid-19.

JN

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER