Mundo

Rostos tapados proibidos no Sri Lanka

O presidente do Sri Lanka decidiu proibir o uso de rostos tapados em público e nomeou um novo chefe da polícia, como resposta ao massacre ocorrido no domingo de Páscoa, que soma 253 mortos e mais de 500 feridos.

O presidente Maithripala Sirisena refere que a nova lei de emergência, que entra em vigor esta segunda-feira, bane o uso de qualquer peça de roupa que “dificulte a identificação”, por questões de segurança nacional. O niqab (véu que cobre o rosto) e a burca (veste que cobre todo o corpo), usados pelas mulheres muçulmanas, não foram especificamente mencionados, mas a referência da lei foi compreendida como sendo direcionada a este tipo de vestes.

Leia mais em JN

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER