DesportoMundo

FC Porto, arranque perfeito

Há 34 anos que não se via algo assim

Sérgio Conceição repete números de Paulo Fonseca e está no alcance de José Maria Pedroto

É preciso recuar à época 2013/14, e ao início do reinado de Paulo Fonseca, para encontrar um FC Porto tão perfeito como o atual. Quatro jogos/quatro vitórias, nas quatro rondas inaugurais, é um feito raro e não alcançado pelos antecessores de Sérgio Conceição: Julen Lopetegui e Nuno Espírito Santo.
Em 2013/14, antes de os resultados começarem a tombar, Fonseca arrancou de forma concludente: vitória em Setúbal (1-3), vitória na receção ao Marítimo (3-0), vitória na Mata Real (0-1) e vitória contra o Gil Vicente (2-0), antes do empate 2-2 no terreno do Estoril-Praia, à quinta jornada.
Nas três épocas seguintes, o FC Porto perdeu sempre pontos nas quatro rondas inaugurais da Liga.
Antes de Paulo Fonseca, outros treinadores conseguiram atravessar sem mácula este ciclo inicial. O melhor de todos? André Villas-Boas: 11 triunfos consecutivos e empate contra o Sporting na 12ª ronda.
José Mourinho, curiosamente, nunca conseguiu um arranque tão bom como este de Conceição.

No século XXI, os únicos treinadores a vencer nas quatro primeiras jornadas foram estes:

. 2011/2012: Vítor Pereira (perdeu pontos só à 5ª jornada)
. 2010/2011: André Villas-Boas (perdeu pontos só à 12ª jornada)
. 2007/2008: Jesualdo Ferreira (perdeu pontos só à 9ª jornada)
. 2006/2007: Jesualdo Ferreira (perdeu pontos só à 5ª jornada)

Zero golos sofridos: só José Maria Pedroto fez melhor

Além das quatro vitórias, o FC Porto tem zero golos sofridos. Um dado importante e que só encontra paralelo em… 1983/1984. É verdade, os dragões não estavam sem sofrer golos nas quatro primeiras jornadas desde os tempos de José Maria Pedroto. 34 anos é muito tempo.
Nessa temporada, os azuis e brancos passaram por Salgueiros (1-0), Águeda (2-0), Sp. Espinho (4-0), Sp. Braga (1-0), V. Guimarães (2-0) e só sofreram o primeiro golo à sexta jornada: derrota na Luz por 1-0, com Diamantino Miranda a marcar aos 62 minutos.
O guarda-redes do FC Porto em todos esses jogos foi o saudoso Zé Beto. Agora, é a vez de Iker Casillas tentar superar o registo.

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER