Mundo

EUA declaram emergência pelo colapso de prédio em Miami

EUA declaram emergência pelo colapso de prédio em Miami - milenio stadium - mundo
SURFSIDE, FLORIDA – JUNE 25: A man prays near where search and rescue operations continue at the site of the partially collapsed 12-story Champlain Towers South condo building on June 25, 2021 in Surfside, Florida. The man, overcome with emotion, said he had lost a relative in the collapse. Over one hundred people are reported as missing as the search-and-rescue effort continues with rescue crews from across Miami-Dade and Broward counties. Joe Raedle/Getty Images/AFP
== FOR NEWSPAPERS, INTERNET, TELCOS & TELEVISION USE ONLY ==

Os Estados Unidos aprovaram, esta sexta-feira, uma declaração de emergência pelo desabamento de um prédio perto de Miami, na Flórida, no qual morreram pelo menos quatro pessoas e centenas estão desaparecidas.

A declaração autoriza o Departamento de Segurança Interna (DHS, na sigla em inglês) e concretamente a Agência Federal de Gestão de Emergências (FEMA, em inglês) a coordenar “todos os esforços de socorro para aliviar as dificuldades e o sofrimento causado”.

Desta forma, a FEMA pode mobilizar e fornecer equipamentos e recursos para ajudar nesta emergência.

Pelo menos quatro pessoas morreram e 159 estão desaparecidas, mas as autoridades ainda têm “esperança” de encontrar pessoas vivas, disse esta sexta-feira a presidente da câmara municipal do condado de Miami-Dade.

“O número de pessoas que não conseguimos contactar aumentou para 159. Além disso, confirmamos um aumento no número de mortes que agora é de quatro”, afirmou Daniella Levine Cava, em conferência de imprensa.

A autarca de Miami-Dade disse ainda que as autoridades têm esperança de encontrar pessoas vivas no prédio que desabou na manhã de quinta-feira, em Surfside.

“Continuaremos as operações de busca e resgate porque ainda temos esperança de encontrar pessoas vivas. [As equipas de resgate] estão extremamente motivadas pela perspetiva de encontrar pessoas. Temos que os obrigar a fazer as rotações [de turnos], isso mostra o quão forte é a sua motivação”, acrescentou.

As autoridades ainda não adiantaram a causa do colapso, mas imagens de vídeo recolhidas nas proximidades mostram que o centro do edifício parece colapsar primeiro, com uma secção mais próxima do mar a oscilar e desabar segundos depois, provocando uma enorme nuvem de pó que envolveu todo o bairro.

O teto do prédio estava a ser alvo de obras, mas ainda é desconhecido se isso estará ligado à causa do acidente.

Os hotéis já estão a acolher alguns desalojados, adiantou o autarca de Surfside, Charles Burkett, estando a ser disponibilizado acesso a refeições e medicamentos.

As equipas de resgate estão a tentar determinar o número de desaparecidos, pedindo a ajuda dos residentes e que estes se dirijam às autoridades.

Cerca de metade dos 130 apartamentos do edifício foi afetada e as equipas de resgate tinham retirado dos escombros pelo menos 35 pessoas algumas horas após o incidente, tendo sido levado para o local equipamento para ajudar a estabilizar a estrutura.

A torre acolhia residentes permanentes e sazonais, sendo que o edifício tem registo dos visitantes, mas não dos proprietários que ali residem.

JN

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER