GTA

Metrolinx reduz o pedido de veículos da Bombardier em mais de metade

A Metrolinx reduziu a quantidade de metropolitanos ligeiros que está a encomendar à Bombardier em mais de metade e adicionou ao contrato “multas financeiras significativas” para a entrega tardia.

A agência de trânsito provincial diz que negociou melhores termos do contrato que levará a Bombardier a entregar 76 metropolitanos ligeiros em vez de 182, conforme prescrito inicialmente.

De acordo com a Canadian Press, a Metrolinx vai agora pagar à Bombardier 392 milhões de dólares, em vez de 770 milhões de dólares.

Um porta-voz da Bombardier, no entanto, diz que a quantidade de dinheiro que muda de mãos não verá uma “mudança substancial”, pois a Metrolinx concordou em prolongar o contrato da empresa para a operação e manutenção dos comboios GO Transit por mais 18 meses como parte do processo de renegociação.

A Metrolinx havia antes notificado a Bombardier com um aviso de intenção de terminar o seu contrato, devido a preocupações com atrasos na produção de um veículo piloto.

Em resposta, a Bombardier levou a Metrolinx para tribunal, e em abril, um juiz concedeu uma injunção, impedindo a agência de trânsito de terminar o contrato até à conclusão de um processo de resolução de litígios.

A província chegou depois a um acordo de 528 milhões de dólares com o fabricante francês Alstom para fornecer 61 metropolitanos ligeiros, cobrando-o como uma espécie de seguro.

Esses veículos serão agora utilizados em outras linhas planeadas que anteriormente deveriam ser servidas por veículos que estavam a ser produzidos pela Bombardier como parte do contrato original.

Num comunicado emitido na manhã de quinta-feira, o presidente da região Américas da Bombardier afirmou que o acordo renegociado com a Bombardier permite seguir em frente.

O novo contrato entre a Bombardier e a Metrolinx vem numa altura em que a TTC procura ações legais contra a empresa, por motivo da entrega de elétricos fora do prazo previsto.

A Metrolinx disse em comunicado que o novo acordo fornecerá “incentivos convincentes para a Bombardier destinar os recursos e atenção diretos à produção dos veículos para a Eglinton”.

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER