Comunidade

Galo gigante de Barcelos inaugurado no Little Portugal em Toronto

Galo gigante de Barcelos inaugurado-toronto-mileniosatdium

A partir de agora a Dundas West tem um Galo de Barcelos gigante. Esse é um dos símbolos mais conhecidos da cultura portuguesa, mas a partir de agora pode encontrá-lo aqui em Toronto no Little Portugal.

Inserido no ano da arte pública, o objetivo da iniciativa da autarquia de Toronto que envolve mais de 15,000 artistas é celebrar a arte e a comunidade. “Nenhum grupo sofreu mais durante a pandemia do que os nossos artistas. Eles não tiveram a oportunidade de fazer aquilo que mais gostam, quer seja dançar, cantar, atuar, ou fazer arte visual. O nosso programa destina-se a ajudá-los a mostrar-nos o que são capazes de fazer”, disse o presidente da Câmara Municipal de Toronto (CMT), John Tory. O MP de York South-Weston, Ahmed Hussen, também esteve presente no evento e recordou que o governo federal tem diferentes programas de financiamento que permitem a preservação e a continuidade das diferentes culturas através da arte pública. “Este Galo reflete a diversidade da nossa cidade e nós como entidades públicas temos de fazer o que podemos para garantir que as diferentes vozes da comunidade sejam expressas de várias formas, como por exemplo através da arte”, garantiu.

Galo gigante de Barcelos inaugurado-toronto-mileniosatdium
Grupo Folclórico de Barcelos. Créditos: Joana Leal

Com mais de dois metros de altura e com cerca de 100 kg, o símbolo da cultura portuguesa surgiu graças ao trabalho coletivo da comunidade e é uma oportunidade única para revitalizar a Business Improvement Area (BIA) e atrair os consumidores ao pequeno comércio. Em declarações ao Milénio Stadium, a vice-presidente da CMT e vereadora do Ward de Davenport, Ana Bailão, sublinhou que esta é uma homenagem à comunidade luso-canadiana. “Hoje na Dundas temos um símbolo da nossa comunidade. A cidade muda, mas acho que é importante reconhecermos a nossa história e a comunidade luso-canadiana é parte dela em Toronto. Julgo que quem passar por aqui vai questionar-se e vai querer saber mais sobre a nossa comunidade”, referiu.

A chair do Little Portugal na Dundas BIA, AnaBela Taborda, explicou ao nosso jornal que espera que o Galo traga visitantes a esta área e que ajude a criar receitas para as pequenas empresas. “O Galo vai começar a aparecer nos roteiros de Toronto e isso vai atrair pessoas. Temos a Amália, o Galo, vamos ter o mural Vhils mais acima, e ainda há um outro que quero fazer antes de deixar de ser chair da BIA porque não sou capaz de estar quieta. Fico emocionada porque quando peço ajuda para este género de coisas toda a gente arregaça as mangas. Julgo que é bom para revitalizar o comércio”, avançou.

Para o Cônsul-Geral de Portugal em Toronto, José Carneiro Mendes, o Galo de Barcelos “é a demonstração de uma certa multiculturalidade que o Canadá também promove e cultiva. É mais uma prova da integração da comunidade portuguesa aqui neste país”.

Galo gigante de Barcelos inaugurado-toronto-mileniosatdium
Vitor Santos e AnaBela Taborda com a presidente da Federação de Empresários e Profissionais Luso-Canadiano, Ana Maria Faria e o Cônsul-Geral de Portugal em Toronto, José Carneiro Mendes Créditos: Joana Leal

Prestes a celebrar 23 anos, a Associação Migrante de Barcelos foi a grande impulsionadora para que a cidade tivesse um segundo Galo de Barcelos. “Já tínhamos um Galo fora da nossa sede, mas este é diferente porque a luta deste foi bem maior. É um dia especial porque representa a nossa associação e a cultura portuguesa. Quero deixar aqui o meu agradecimento à Câmara Municipal de Barcelos”, disse o presidente Vítor Santos.

A pandemia acabou por atrasar a inauguração e a artista que venceu o concurso não esconde a felicidade por ter feito parte deste projeto e por agora ver um dos seus trabalhos exposto na Lakeview Parkette. Julia Prajza disse ao nosso jornal que demorou mais de 100 horas a pintar a escultura e explicou que o grande desafio foi o facto de ser uma escultura 3D. “Estou habituada a projetos grandes, mas a tridimensionalidade é nova para mim. Tratei o Galo como um espelho”, justificou.

O Galo, que personifica o amor do povo português pela vida, representa orgulho, esperança e integridade. No evento foi servido Vinho do Porto e a nível musical quem esteve presente pôde assistir à atuação do Grupo Folclórico de Barcelos e de Nuno Cristo na guitarra portuguesa.

Joana Leal/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER