Comunidade

Carassauga tornou a encher o Centro Cultural Português de Mississauga

milenio stadium - carassauga

 

No último fim de semana de maio, Mississauga voltou a acolher mais uma edição do Festival de Culturas Carassauga. Este evento multicultural celebrou já a 37ª edição. Depois de dois anos de ausência foi possível circular pela cidade e todos os que se encontravam munidos de um passaporte puderam entrar nos pavilhões que ofereciam a cultura e a gastronomia dos respetivos países. Este Festival tornou-se um importante evento anual no calendário do município de Mississauga e a sua popularidade tem aumentado nos últimos anos, tornando-o no maior festival multicultural de Ontário e o segundo maior do Canadá em termos de visitas e representação da diversidade étnica.

Como é hábito há já muitos anos, o Centro Cultural Português de Mississauga recebeu o pavilhão de Portugal. Por lá, durante o fim de semana, passaram mais de 3.800 visitantes que tiveram a oportunidade de conhecer um pouco mais da cultura e gastronomia portuguesa.

O presidente do clube, Jorge Mouselo, era um homem satisfeito, apesar de cansado. O trabalho que uma organização desta natureza exige é muito, mas com uma equipa de voluntários como o clube de Mississauga tem, tudo se torna possível. Jorge Mouselo, à conversa com o Milénio Stadium, partilhou a sua satisfação com a retoma de atividades presenciais depois da pandemia e sublinhou que sem os que, de forma abnegada e voluntária, arregaçam as mangas para trabalhar, nada seria possível. “O Carassauga é sempre um fim de semana que nós trabalhamos bastante, porque há muito que preparar e fazer para garantir que não deixamos o nosso país mal, porque afinal de contas estamos a representar o nosso Portugal. Este é um pouco mais diferente, relativamente ao que era, não só pela perda que tivemos, mas também por causa da pandemia. Parece que não, mas já lá vão três anos sem organizarmos o Carassauga e este ano fazê-lo da maneira que o estamos a fazer é um pouco complicado, mas a verdade é uma – eu tenho uma grande equipa ao meu lado, temos uma comunidade que nos suporta, que tem prazer e gosta de tudo o que está ligado ao nosso Portugal. Tudo isto faz a minha vida um pouco mais fácil, ao fim do dia. Hoje já estamos aqui mais à vontade, mas estas últimas três semanas foram de muito trabalho”.

 

milenio stadium - carassauga

 

Ao contrário do que era habitual, este ano não foi ainda possível trazer artesãos de Portugal, mas a arte esteve presente com a mostra de trabalhos de artistas portugueses residentes no Ontário. Jorge Mouselo explicou-nos porquê – “este ano o que temos para oferecer é um pouquinho diferente do que era habitual. Nós costumávamos trazer artesãos de Portugal continental ou das ilhas, mas este ano, por causa da Covid, por não sabermos nunca o que vai acontecer, optámos por ter aqui connosco artistas da nossa comunidade. São luso-canadianos, vivem aqui e também fazem coisas portuguesas. E isto é bom porque assim também os estamos a apoiar. Deste modo, eles podem também mostrar a paixão que têm por Portugal e pela nossa cultura. Fora disso temos o nosso comer. Não há comida como a nossa.”

 

milenio stadium - carassauga

 

Para o ano, esperamos todos, haverá mais Carassauga e, de novo, o PCCM vai abrir portas para mostrar o melhor de Portugal.

Carmo Monteiro/Madalena Balça/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER