Editorial

Segurança & Medo

Segurança & Medo-toronto-mileniostadium
Cartoon by Stella Jurgen

A Covid foi um acelerador e uma revelação na alimentação do medo. A apreensão que sentimos ao caminhar pela cidade é palpável, o que cria um sentimento de ansiedade referente a todos os aspetos da nossa segurança. A preocupação que sentimos ao caminharmos pelas nossas ruas, ao conduzir os nossos carros, e ao viver dentro das nossas quatro paredes tornou-se mais angustiante desde que a pandemia começou. As mortes e lesões continuam sem diminuir numa cidade conhecida pela lei e ordem. Portanto, a questão “Como é que nos protegemos numa sociedade violenta onde o perigo espreita a cada esquina?” A sociedade pode ser culpada pelas doenças sociais que levam ao crime, mas a incapacidade da aplicação da lei de forma a criar escudos protetores para os cidadãos que cumprem a lei é preocupante.

Enquanto cidadãos não podemos e não devemos depender da polícia para nos protegermos. Você é o seu próprio defensor e deve estar consciente disso em todos os momentos. Muitas vezes, somos os nossos próprios inimigos ao nos colocarmos no caminho do perigo, sem nos apercebermos que existe desonestidade e ilegalidade à nossa volta. Por cada individuo honesto existe provavelmente um número semelhante de pessoas desonestas que estão dispostas a quebrar as regras. Milhões de pessoas perdem-se em esquemas na internet e os provedores de uma falsa esperança limpam as nossas contas bancárias e todos os fundos que se destinavam a realizar os nossos sonhos. As pessoas acreditam sempre num bom discurso de vendas sobre coisas que não são do seu domínio, mas se o discurso vem dos Maddof deste mundo que se anunciam com promessas de sinceridade e integridade, então será concluída a compra.

Num nível físico, as medidas de proteção devem ser implementadas a todos os níveis, quando sentimos que a nossa rotina diária está ameaçada. Muitas vezes as ameaças vêm de fontes inesperadas, com a sofisticação que os ladrões têm vindo a adquirir. O nosso nível de consciencialização tem de estar no nível mais elevado. Os ladrões de carros criaram uma indústria que vai além da habilidade do controlo policial. Manter as nossas portas trancadas não nos garante que não irão entrar na nossa casa, mesmo que se tenham os melhores sistemas de alarme e câmaras. Com o aparecimento das entregas ao domicílio, muito provavelmente as encomendas deixadas na sua porta serão roubadas pelos grupos de ladrões que vagueiam pela sua rua. Então, o que pode fazer? Esteja alerta e consciente do que o rodeia, em todos os momentos. Confie nos seus instintos e verifique regularmente o que o rodeia e as áreas que podem ser exploradas. A sua casa pode ser o seu castelo, no entanto, pode facilmente acomodar intrusos que nunca pediram permissão para entrar.

Ser capaz de viver uma vida plena e produtiva, com dignidade, sem sentir medo ou correr riscos, é uma abordagem de vida nobre e a proteção contra a violência física, a violência doméstica ou adultos predadores dependerá da sua sistematização e do ambiente para neutralizar os impactos negativos do crime. Portanto, a segurança pessoal baseia-se na redução de riscos e de oportunidades para que os outros lhe façam mal. Avalie cada aspeto da sua vida e o que o rodeia, e tenha em consideração as vulnerabilidades dentro do seu círculo. Confie nos seus instintos sobre situações que podem parecer perigosas e aja de acordo. Proteja-se a si próprio e à sua família, particularmente em momentos em que não está a prestar muita atenção. Um momento no tempo é tudo o que é necessário para mudar a sua vida.

Não tema ser quebrado. Não tema o fundo do poço. É aí que tudo realmente começa.

Fique bem.

Manuel DaCosta/MS


version in english

Segurança & Medo-toronto-mileniostadium
Cartoon by Stella Jurgen

Safety & Fear

Covid has been an accelerant and a revelation in fueling fear. The apprehension we all feel as we navigate this city is palpable, which creates anxiety about every aspect of our safety.  The uneasiness of waling our streets, driving our cars, and living within our four walls has become more distressful since the start of the pandemic. Killings and injuries continue unabated in a city known for law and order. Thus, the question “How do we protect ourselves in a violent society where danger may lurk around the corner?” While society may be at fault for the social ills that create crime, the inability of law enforcement to create shields for the law-abiding citizen is concerning.

As citizens we cannot and should not depend on the police to protect us. You are your protector and should be aware of that fact at all times. Often, we are our own worst enemies by placing ourselves in harms way, not realizing that there is dishonesty and illegality all around. For every honest individual there’s probably an equal number that are dishonest or at least willing to bend the rules. Millions are lost through internet schemes as purveyors of false hope clear our bank accounts and the funds which were to make our dreams come true. People always believe in a good sales pitch about things not within their realm but if the pitch comes from the Maddof’s of the world revealing themselves with promises of sincerity and candor, a purchase will be made.

On a physical level, protective measures should be implemented at the levels, when we feel our daily routines are threatened. Often the threats come from unexpected sources with sophistication which thieves have acquired. Our awareness has to be at the highest level. Car thieves have created an industry that goes beyond the ability of police control. Keeping our doors locked is no guarantee that our home won’t be broken into, even with the best alarm and camera systems. With the advent of home deliveries, packages left at your door will likely be stolen by the squads of thieves roaming our streets. So, what to do? Be alert and aware of your surroundings at all times. Trust your instincts and check your surroundings regularly for areas that can be exploited. Your home may be your castle but can easily accommodate intruders who never ask for permission.

Being able to live a full and productive life with dignity without feeling afraid or at risk is a noble approach to living and protection from physical violence, domestic abuse or predatory adults will depend on your systematizing and environment to counteract the negative impacts of crime. Personal safety is therefore about reducing the risk and the opportunity of others to do you harm. Assess every aspect of your life and your surroundings and consider the vulnerabilities within your circle. Elimination of exposure to danger, which may include walking on a sidewalk, or a park will serve you well. Trust your instincts about situations which may appear dangerous and act on them promptly. Protect yourself and your family, particularly at times when we are not paying as much attention. One moment in time is all it takes to change your life.

Don’t fear getting broken.

Don’t fear rock bottom.

That’s where it all really begins.

Be well.

Manuel DaCosta/MS

Read our edition online, link here.

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Não perca também
Close
Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER