EditorialBlog

Eudemonia

 

milenio stadium - Canada Day-Yoga Burger-SJ-PORT

 

O tema do bem-estar tornou-se repetitivo, o que sugere uma mentalidade que iguala um corpo e uma mente saudável devido aos esforços geralmente associados ao exercício e à dieta. A proposta é que ao utilizar o conceito de bem-estar como uma abordagem de saúde, prevenir-se-ão doenças e assim, prolongar-se-á o ciclo de bem-estar da sua vida. É necessário que se adotem sete dimensões que incluem o físico, o emocional, o intelectual, o social, o espiritual, o ambiental e o ocupacional.

Numa sociedade onde a nossa imagem é continuamente sentenciada pela aparência, o nosso estado mental é sistematicamente desafiado por aqueles que assumem a responsabilidade das suas escolhas, comportamentos e estilos de vida, que são influenciados pelos ambientes físicos, sociais e culturais em que vivemos. Aqueles que fazem julgamentos com base na aparência estão muitas vezes mal informados sobre os motivos pelos quais muitos têm essa aparência. A saúde mental está mais relacionada com quem somos do que aquilo que as pessoas acreditam. Depressão, estatuto social, falta de recursos e educação têm um papel primordial nos nossos comportamentos e abordagens de bem-estar. Outro aspeto importante do bem-estar físico e emocional é que os pobres estão cada vez mais pobres e os ricos estão cada vez mais ricos. Os governos mentem com os dentes todos sobre os efeitos da inflação, o que faz com que muitas pessoas não sejam capazes de sustentar os seus estômagos, e nem encontrar um sítio para viver, o que é fundamental para um bom estado de espírito. Os países dependem de populações saudáveis que contribuam para o bem-estar da nação.

No Canadá, o custo dos cuidados de saúde ultrapassou todas as expectativas, sendo assim, o que é que isso diz sobre o estado da população e o seu bem-estar? Em 2022, a obesidade nas crianças e adolescentes, dos 5 aos 19 anos, irá superar aqueles com peso abaixo do normal. Esta é uma estatística depressiva e um prenúncio do que podemos esperar no futuro quando se tornarem adultos. Muitas pessoas assumem que as crianças com peso a mais se encontram apenas em países ricos e que em países em desenvolvimento a crise de nutrição se expressa apenas sob a forma de crianças malnutridas. A realidade é que 27% das crianças, com menos de cinco anos, com excesso de peso vivem em África e 48% vive na Ásia. Independentemente de onde vivemos, a má alimentação e os hábitos de exercício físico que adquirimos da infância tendem a persistir na adolescência e na vida adulta. A pandemia agravou este problema com os confinamentos, no entanto, a praga da gordura tem vindo a ser um problema que se arrasta há vários anos, à medida que a fast food e a preguiça se apoderam da sociedade. Os impostos sobre bebidas e snacks açucarados, a reformulação de exercícios escolares e programas de nutrição são fundamentais para o bem-estar a longo prazo das crianças e permanecem para a idade adulta. A obesidade deve ser tratada como uma doença ao invés de como um falhanço pessoal. Para os mais jovens, quanto mais cedo os transformarmos, mais eles crescerão para desfrutar de uma vida mais feliz e saudável.

Em 2020, o número de pessoas que viviam com menos de $1.90 por dia aumentou para quase 750 milhões. O dano será impossível de reverter e a sociedade como um todo será penalizada por isto.

A indústria naturopática está a arrecadar milhares de milhões de dólares por ano ao vender comprimidos e líquidos não testados, nem aprovados pelos governos, com promessas de que isso ajudará a curar e a tornar a sua vida melhor. A realidade é que estas alegações nada mais são do que uma jogada de marketing que atrai quem procura soluções rápidas que não existem. Somos o produto daquilo que colocamos na nossa boca e da quantidade de atividade física a que sujeitamos os nossos corpos. A alimentação é essencial à vida e nós devemos comer, contudo, a escolha de alimentos terá um impacto direto naquilo em que nos tornamos e na nossa saúde. O custo dos alimentos e a preparação dos mesmos tem vindo a subir ao ponto de muitas famílias não serem capazes de comprar macaroni. A fast food é agora um alimento básico para muitos, resultando em dietas pouco saudáveis e obesidade. O Canadá está em crise. Os canadianos estão em apuros e a eliminação de todos os impostos sobre produtos alimentares é essencial para permitir que as pessoas comam melhor e para controlar os barões da alimentação que estão a roubar os pobres e os ricos.

Dizem que os nossos corpos são os nossos templos. Se é esse o caso, com base no formato dos corpos que andam nas nossas ruas, não estamos a respeitar muito esses templos.
Coma, faça exercício físico e não se stress.

Bem-estar.

Manuel DaCosta/MS


 

milenio stadium - Canada Day-Yoga Burger-SJ-ENG

Version in english

Eudemonia

The subject of wellness has become repetitious which suggests a mindset equating a healthy body and mind because of efforts usually associated with exercise and diet. The proposition is that by using the concept of wellness as an approach to healthcare, you will prevent illness and thus prolonging the circle of wellness in your life. Seven dimensions need to be adopted, which include physical, emotional, intellectual, social, spiritual, environment and occupational.

In a society where our image in being continually judged by appearance, our mental state is invariably challenged by those who adopt self-responsibility of choices, behaviour’s and lifestyles, which are influenced by the physical, social and cultural environments in which we live in. Those who make judgements based on appearances are often misinformed about the reasons why many look the way they do. Mental health has more to do with who we are than people give it credit for. Depression, social status, lack of resources and education play a pivotal role on our behaviors and approaches to our well-being. Another important aspect of physical and emotional well-being is that the poor are getting poorer and the rich are getting richer. Governments are lying through their teeth about the effects of inflation, resulting in many people not being able to put food in their stomachs, but also finding a place to live, which are fundamental to a good state of mind. Countries are dependent on the healthy populations to contribute to the well-being of the nation. In Canada, the cost of healthcare has surpassed all expectations, so what does this say about the status of the population and their well-being? Obesity in children and adolescents 5 to 19, will outnumber the underweight in 2022. This is a depressing statistic and a harbinger of what we can expect in the future as they become adults. Many people assume that children carrying extra weight are found only in wealthy countries and that poor countries’ nutrition crisis takes the form only of an abundance of emaciated children. The reality is that 27% of the world’s overweight children under the age of five live in Africa and 48% live in Asia. Regardless of where we live, poor eating and habits of physical activity formed in early childhood tend to persist through adolescence and into adulthood. The pandemic acerbated this problem with the lockdowns, however, the fat curse has been an on-going issue for many years as fast food convenience and laziness takes a hold of society. Taxation on sugary drinks and snacks, revamping school-based exercises and nutrition programs are pivotal in the long-term well-being of children which will carry into adulthood. Obesity should be treated as a disease rather than a personal failure. For the youngest sufferers, the earlier we turn them around the more they will grow up to enjoy a happier and healthier life.

In 2020 the number of people living on less than $ 1.90 per day increased to almost 750 million. The damage being done will be impossible to reverse and society as a whole will be penalized for this.

The naturopathic industry is raking in billions of dollars per year selling pills and liquids not tested and approved by governments, with promises that it will help cure and assist in making your life better. The reality is that these claims are nothing more than marketing ploys that attract those who are looking for quick fixes that don’t exist. We are a product of what we put into our mouths and the amount of physical activity we subject our bodies to. Food is essential to life and we should eat, however, the choices of food we make will have a direct impact on who we become and how healthy we are. The cost of groceries and prepared foods have risen to the point that many families cannot afford to buy macaroni. Fast food is now a staple for many, resulting in unhealthy diets and obesity. Canada is in a crisis. Canadians are struggling and elimination of all taxation of food products is essential to allow people to eat better and to control the food barons who are gouging the poor and the rich.

They say that our bodies are our temples. If that’s the case based on the body shapes walking our streets, we are not respecting our temples very much.

Eat, exercise and don’t stress.

Wellness

Manuel DaCosta/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER