Desporto

Robinho condenado a 9 anos de prisão por abuso sexual

De acordo com a imprensa italiana e brasileira, o avançado do Atlético Mineiro terá cometido “abuso sexual em grupo”. O crime remonta a 2013, altura em que representava o AC Milan.

Um tribunal de Milão condenou esta quinta-feira o avançado Robinho, atualmente a jogar no Atlético-Mineiro, a nove anos de prisão por abuso sexual em grupo, num ato praticado juntamente com mais cinco homens.

A vítima é uma jovem albanesa de 22 anos, segundo é reportado por vários meios de comunicação italianos e brasileiros, como o La Gazzetta Dello Sport e a revista Veja.

De acordo com ambas as fontes, o crime terá ocorrido numa discoteca, no dia 22 janeiro de 2013, altura em que o jogador fazia parte dos quadros do AC Milan.

Segundo avança a agência de notícias italiana Ansa, citando a Sky News, o jogador rejeitou as acusações de que é alvo.

Robinho, de 33 anos, cujo nome completo é Robson de Souza, jogou mais de 40 jogos pelo Manchester City entre 2008 e 2010, depois de ter trocado Madrid pelo clube inglês, antes de rumar a Itália.

Escreve a Veja que esta é a segunda acusação por violação enfrentada pelo atleta que conta com mais de 100 internacionalizações pela seleção brasileira. Em 2009, enquanto representava o Manchester City, na Inglaterra, na cidade de Leeds, foi alvo de investigação após uma mulher ter apresentado queixa por violação. No entanto, acabou por ser ilibado.

A revista brasileira recorda ainda que, em 2014, Robinho chegou a divulgar um vídeo no canal do Santos, acusando a queixosa de ser “triste e mentirosa”.

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER