Desporto

Portugal procura 12º título após três finais perdidas

Sub-19 

A seleção portuguesa de futebol de sub-19, comandada por Hélio Sousa, procura alcançar o quarto título europeu no escalão, depois dos conquistados em 1961, 1994 e 1999, no domingo, às 12.30, quando vai disputar a 12ª final, frente à Itália. 

A equipa das ‘quinas’ conquistou três troféus, o primeiro referente ao Torneio Internacional de Juniores e os outros dois na categoria de sub-18. Desde que, em 2002, a prova passou a ser de sub-19, Portugal perdeu as finais de 2003, 2014 e 2017. Este ano, Portugal qualificou-se para o jogo decisivo ao golear a Ucrânia, por 5-0, depois de ter somado duas vitórias (3-1 frente à Noruega e 3-0 diante da Finlândia) e uma derrota (3-2 perante a Itália), na fase de grupos. 

O primeiro triunfo internacional foi selado com uma goleada frente à Polónia, por 4-0, a 8 de abril de 1961, com quatro golos de Serafim, no Estádio da Luz, em Lisboa, numa seleção comandada por David Sequerra e José Maria Pedroto. Seguiu-se a conquista de 1991, em Espanha, orientada por Agostinho Oliveira, numa final decidida nas grandes penalidades – 4-1, depois do empate 1-1 diante da Alemanha, na qual Rui Óscar empatou para a seleção lusa, aos 61 minutos, depois de Frank Gerster ter adiantado os germânicos, aos 34. 

O último triunfo ocorreu há 19 anos, em 26 de julho de 1999, na Suécia, onde Portugal, novamente com Agostinho Oliveira como selecionador, se impôs no jogo decisivo à Itália, por 1-0, graças a um golo do avançado João Paulo, aos 33 minutos, numa final em que a equipa das ‘quinas’ ficou em inferioridade numérica aos 63, com a expulsão, por acumulação de cartões amarelos, de Carlos Semedo. 

Desde então, em sub-19, Portugal não venceu nenhuma das três finais que disputou, em 2003, 2014 e 2017. A final do Europeu de sub-19 vai ser disputada em Seinajoki, na Finlândia, no domingo, a partir das 12:30 (hora em Toronto), frente ao vencedor da meia-final que foi a Itália. 

A seleção portuguesa de futebol vai discutir o título europeu de sub-19 no domingo com a Itália, depois de os transalpinos terem vencido a França por 2-0. 

Horas depois de a seleção orientada por Hélio Sousa ter goleado a Ucrânia por 5-0, resultado feito nos primeiros 30 minutos, o conjunto transalpino, que bateu Portugal 3-2 na primeira fase, foi bem mais eficaz do que os muito perdulários gauleses, que, entre muitas outras oportunidades, atiraram duas bolas aos postes. 

Christian Capone (27′) e Moise Kean (30′) materializaram a eficácia dos italianos, que assim ‘vingaram’ a final de 2016, na qual foram goleados 4-0 pelos gauleses, que contavam com Mbappé, uma das principais figuras da atual campeã mundial. 

O azar dos franceses com a trave começou com Sarr e prosseguiu com Cuisance, de livre direto, que acertou também na estrutura da baliza. 

Bem mais eficaz foi Christian Capone, que, sem marcação, atirou a contar na área, dando o melhor seguimento a solicitação da direita. 

No segundo tempo, a França dispôs de ocasiões suficientes para voltar à discussão do resultado, mas revelou, novamente, uma falta de eficácia invulgar – quando acertava na baliza, Plizzari esteve sempre seguro entre os postes. 

A seleção portuguesa vai defrontar assim a Itália na final da prova, agendada para domingo às 12.30 horas em Toronto, em Seinajoki, na Finlândia. 

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER