Desporto

Futsal: Seleção A Portugal-Espanha na final Sábado às 14:45

Portugal está na final do Europeu de Futsal depois de vencer a Rússia por 3-2 numa reviravolta com golos de André Coelho e Bruno Coelho.
A “equipa das quinas” vai defrontar a Espanha na final de sábado, pelas 14h45, na Arena Stozice na Eslovénia.

A Equipa das Quinas chegou à final do Campeonato da Europa Eslovénia 2018

Dois golos de André Coelho e um de Bruno Coelho permitiram a Portugal vencer a Rússia por 3-2 e assegurar a sua segunda presença na final de um Campeonato Europeu de Futsal.
A equipa lusa ainda esteve a perder depois de Éder Lima ter adiantado os russos nos primeiros minutos (3.12) mas deu a volta na segunda parte com os golos de André Coelho (30.03 e 35.44) e de Bruno Coelho (39.04), antes de os vice-campeões do mundo e da Europa reduzirem novamente por Éder Lima (39.11).
Depois de um início de jogo equilibrado e em que as duas equipas privilegiaram as defesas, o conjunto russo – com forte “sotaque” brasileiro – foi ganhando ascendente e chegou à vantagem através de Éder Lima. Portugal demorou a responder e foi revelando grande incapacidade para criar problemas à zona defensiva russa, tendo a sua primeira oportunidade surgido apenas aos oito minutos, com um remate de Pedro Cary. A seleção lusa evidenciou grandes dificuldades para passar pela defesa contrária ao longo da primeira metade, mas, nos últimos minutos, com passes a “rasgar”, criou duas boas situações, uma por Pedro Cary (17) e outra por Tiago Brito (18), enquanto Ricardinho ‘inventou’ uma ocasião aos 19, negada pelo guarda-redes Georgi Zamtaradze.
O bom final de primeira parte teve continuação no arranque da segunda, e a seleção lusa criou uma boa situação aos 23 minutos, num livre apontado por Bruno Coelho, mas Zamtaradze defendeu bem para canto. Aos 26 minutos, Portugal esteve mesmo perto de empatar, quando Bruno Coelho soltou a bola no lado direito do ataque, onde surgiu Fábio Cecílio a “disparar” com força, mas o guarda-redes contrário voltou a evitar o golo luso.
Um minuto depois, Bruno Coelho voltou a “descobrir” um jogador luso solto, desta feita João Matos, que rematou forte, mas a bola saiu a rasar o poste.
O melhor momento de Portugal foi aos 30 minutos num lance em que André Coelho aproveitou um “carrinho” mal efetuado por Rómulo e, ainda de fora da área, rematou com força, sem hipóteses de defesa para Zamtaradze.
Após o empate, e numa altura em que já estava com cinco faltas, a equipa lusa aproveitou bem uma situação de canto, em que Ricardinho soltou em André Coelho e este, sem marcação, rematou forte ao ângulo, colocando Portugal na frente do marcador, com pouco mais de quatro minutos para se jogar (35.44).
Os russos arriscaram no cinco para quatro e, num lance em que perderam a bola à entrada da área portuguesa, no qual reclamaram uma falta do guarda-redes português – jogou a bola com a mão fora da área -, sofreram o terceiro golo, apontado por Bruno Coelho (39.04), de nada lhes valendo a resposta imediata, quando Éder Lima reduziu sete segundos depois.
Até final, a equipa lusa defendeu a magra diferença e conseguiu pela segunda vez no seu historial marcar presença no jogo decisivo, a ser disputado no sábado, frente ao vencedor do encontro entre a Espanha, campeã europeia em título, e o Cazaquistão.

Jogo no Arena Stozice, em Ljubljana.
Rússia – Portugal, 2-3.
Ao intervalo: 1-0.
Marcadores:
1-0, Éder Lima, 3.12 minutos.
1-1, André Coelho, 30.03.
1-2, André Coelho, 35.44.
1-3, Bruno Coelho, 39.04.
2-3, Éder Lima, 39.11.
Equipas: – Portugal: André Sousa, Pedro Cary, Bruno Coelho, João Matos e Ricardinho. Jogaram ainda André Coelho, Fábio Cecílio, Tiago Brito, Pany Varela, Nilson e Márcio Moreira.
Selecionador: Jorge Braz.
– Rússia: Georgi Zamtaradze, Éder Lima, Robinho, Daniil Davydov e Ivan Chishkala. Jogaram ainda Sergei Abramov, Rómulo, Dmitri Lyskov, Ivan Milovanov, Artem Niyazov, Sergei Abramovich, Andrei Afanasyev e Esquerdinha.
Selecionador: Sergei Skorovich.
Árbitros: Gábor Kovács (Hungria) e Balázs Farkas (Hungria).
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Tunha (21.32), Pany Varela (31.46), Robinho (39.04) e Abramov (39.04).

MEIAS-FINAIS:
Quinta-feira, 8 de fevereiro:
Jogo 5: Rússia – Portugal, 2-3
Jogo 6: Cazaquistão – Espanha, 5-5 (1-3 GP)

JOGO DE ATRIBUIÇÃO DOS TERCEIRO E QUARTO LUGARES:
Sábado, 10 de fevereiro:
Rússia – Cazaquistão, 12:00

FINAL:
Sábado, 10 de fevereiro:
Portugal – Espanha, 14:45

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER