Futebol

Benfica vence na Bélgica e fica muito perto dos quartos

FBL-EUR-C1-BRUGES-BENFICA
Benfica’s Portuguese midfielder Joao Mario (C) celebrates after scoring a goal during the UEFA Champions League round of sixteen first leg football match between Bruges (Club Brugge) and Benfica Lisbon at Jan-Breydel Stadion in Bruges, on February 15, 2023. (Photo by JOHN THYS / AFP)

 

A equipa de Roger Schmidt venceu, esta quarta-feira, no terreno do Club Brugge, por 2-0, e deu um enorme passo rumo à qualificação para a próxima fase da Liga dos Campeões.

O Benfica dominou grande parte do encontro e ficou a dever a si mesmo um resultado ainda mais desnivelado, que poderia ter garantido, definitivamente, a presença nos quartos de final da Champions. Ainda assim, está numa excelente posição para o fazer, daqui a três semanas, no Estádio da Luz.

O duelo em Bruges começou a um ritmo frenético e, logo ao terceiro minuto, Gonçalo Ramos esteve muito perto de abrir o marcador, mas o cabeceamento do avançado saiu fraco e à figura de Mignolet. Na resposta, Buchanan fugiu pela esquerda e, com pouco ângulo, rematou para defesa de Vlachodimos.

O Benfica dominava a posse de bola, mas também estava exposto aos contra-ataques do Club Brugge e o perigo começou a rondar, com mais frequência, a área da equipa portuguesa. No entanto, de um momento para o outro, as águias voltaram a desmontar a estratégia belga, mas Rafa e Aursnes não mostraram ter a pontaria afinada.
Em cima da meia hora, as águias tiveram mais uma oportunidade de ouro: cruzamento de Bah, assistência, ao segundo poste, de Otamendi e António Silva, de cabeça, a atirar por cima. Pouco depois, e numa jogada de bola parada, João Mário encontrou Rafa, mas o remate do extremo embateu no poste da baliza do Club Brugge, com o mesmo jogador a proporcionar, pouco depois, uma defesa atenta a Mignolet.

O festival de oportunidades perdidas continuou na cabeça de Gonçalo Ramos, após um cruzamento perfeito de João Mário, e, mesmo em cima do intervalo, Odoi ainda proporcionou um momento de festa aos adeptos da casa, mas o golo foi anulado por fora de jogo.

A segunda parte começou com mais uma perdida incrível de Gonçalo Ramos e, aos 50 minutos, o avançado benfiquista sofreu uma grande penalidade cometida por Hendry e, chamado à conversão, João Mário não perdoou.

O cenário ficou ainda melhor para a equipa portuguesa aos 88 minutos, quando um erro de um defesa da formação belga permitiu a David Neres isolar-se e o brasileiro não perdoou, atirando para o 2-0 final.

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Não perca também
Close
Back to top button

 

O Facebook/Instagram bloqueou os orgão de comunicação social no Canadá.

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER