DesportoModalidades

Djokovic só vai aos Jogos Olímpicos de Tóquio se houver público

Djokovic só vai aos Jogos Olímpicos de Tóquio se houver público

O sérvio Novak Djokovic, número um mundial, disse esta quinta-feira reconsiderar participar nos Jogos Olímpicos Tóquio2020 caso não seja autorizada a presença de público, como medida para minimizar os riscos de contágio por covid-19.

“Prevejo estar nos Jogos Olímpicos se o público for autorizado. Se esse não for o caso, pensarei duas vezes antes de participar”, avançou “Djoko”, em conferência de imprensa, após ter-se qualificado para as meias-finais do torneio de Belgrado.

O sérvio, de 34 anos, assumiu recentemente que conquistar o ouro olímpico é um sonho que gostaria de concretizar este ano, uma vez que os Jogos são “o mais histórico dos eventos desportivos”.

O ouro olímpico é uma das únicas ‘lacunas’ no palmarés de Djokovic, que ficou com o bronze em Pequim2008.

O número um mundial não é o primeiro grande nome do ténis a manifestar dúvidas quanto à participação em Tóquio2020, com Rafael Nadal, Roger Federer ou Serena Williams a admitirem que ainda não tomaram uma decisão sobre a presença nos Jogos Olímpicos, devido à pandemia de covid-19.

A organização de Tóquio2020 já vetou a presença de espetadores estrangeiros e deverá tomar uma decisão quanto à assistência do público nacional até ao fim do mês de junho.

Embora a larga maioria dos japoneses sejam contra a realização dos Jogos Olímpicosneste verão, o primeiro-ministro japonês, Yoshihide Suga, tem insistido na possibilidade de organizar um evento seguro, numa altura em que o estado de emergência vigora em várias regiões do país.

Os Jogos Olímpicos Tóquio2020, adiados devido à pandemia de covid-19, vão decorrer entre 23 de julho e 08 de agosto.

JN

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER