Canadá

Mortes por opioides no Canadá a caminho de atingir 4 mil em 2017

Pelo menos 1460 canadianos morreram de overdoses relacionadas a opioides no primeiro semestre de 2017 – um número que deverá aumentar, já que nem todas as províncias relataram dados finais para esse período, informou a Agência de Saúde Pública do Canadá (PHAC, sigla em inglês) na segunda-feira.

A Dra. Theresa Tam, diretora geral de saúde pública do Canadá, disse que o Ontário, o Quebeque e Manitoba ainda têm de fazer um relatório de todas as mortes por overdose relacionadas ao opioide no primeiro semestre.

Mas, com base em números relatados pelas outras províncias e territórios, Tam disse que o número de mortes por overdose está a caminho de ultrapassar as 4000 no final do ano, muito acima do total do ano passado de 2861 mortes relacionadas a opioides.

Em 2016, o fentanil ilícito foi implicado em 53 por cento de todas as mortes por overdose de opioides.

O relatório da PHAC mostrou que três quartos das mortes relacionadas a opiáceos ocorreram entre os homens, sendo a maior proporção (28 por cento) agrupada entre os canadianos na faixa etária de 30 a 39 anos.

Uma série de medidas foram implementadas para contrariar o número crescente de mortes por overdose, incluindo salas de consumo supervisionados para utilizadores de drogas e maior acesso à medicação de resgate naloxona.

Mas Tam disse que é provável que seja cedo demais para que esses programas tenham tido muito efeito na redução do número de mortes, já que muitas salas de chuto, por exemplo, só começaram a funcionar mais recentemente.

Ela observa, no entanto, que todos os níveis de governo precisam trabalhar juntos para melhorar o acesso ao tratamento para pessoas que lutam contra o jugo do abuso de drogas.

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER