Canadá

Canadá inscreve grupo neofascista Proud Boys na lista negra de terrorismo

O grupo neofascista Proud Boys e 12 outros grupos foram acrescentados à lista negra de organizações terroristas no Canadá, anunciou esta quarta-feira (3) o Departamento de Segurança Pública canadiano.

O grupo Proud Boys, fundado em 2016 e com presença no Canadá, Estados Unidos e outros países, “desempenhou um papel central” no ataque ao Capitólio dos EUA, em Washington, em 6 de janeiro, argumenta o Departamento, num comunicado.

Para o Governo do Canadá, o Proud Boys é “uma organização neofascista que pratica violência política” e cujos membros “defendem ideologias misóginas, islamofóbicas, antissemitas, anti-imigrantes e/ou de supremacia branca”.

São várias centenas, ou milhares, os membros do Proud Boys na América do Norte, marcando presença em todas as principais cidades do Canadá, disse um funcionário do Governo.

Milenio Stadium - canada - Canadá inscreve grupo neofascista Proud Boys na lista negra de terrorismo

 

Também foram incluídos na lista negra de terrorismo três outros grupos associados ao extremismo ideológico violento: a Divisão Atomwaffen, descrita como um “grupo terrorista neonazi internacional”, o Movimento Imperial Russo, “grupo nacionalista estabelecido na Rússia” e A Base, um grupo “neonazi”, fundado em 2018.
As outras organizações registadas na lista do Governo do Canadá são filiadas a grupos da Al-Qaida – como o Ansar Dine ou a Frente de Libertação de Macina, ambas ativas no Mali – ou ao Estado Islâmico (EI) e às suas filiais no leste asiático, no Grande Saara ou na Líbia.

“Com base nas suas ações e ideologias”, o Governo do Canadá acredita que há “motivos razoáveis para acreditar” que esses grupos “participaram conscientemente” ou “facilitaram a atividade terrorista”.

O registo não significa que estes grupos tenham “cometido um crime”, mas, mesmo assim, considera-se que eles ficam à mercê de verem os seus bens “apreendidos, bloqueados ou confiscados”, explica o Departamento de Segurança Pública do Canadá.

A lista negra do Canadá inclui mais de 70 organizações, incluindo a Al-Qaida, o Hezbollah, os talibãs ou o EI.

JN/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Não perca também
Close
Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER