BlogAmbiente

Sustentabilidade

Terra Viva

sunstentabilidade-mundo-mileniostadiumOs recursos naturais são limitados. A capacidade de regeneração ambiental da Terra é atualmente levada para além do limite.

São várias as vertentes do esforço e desgaste que existem sobre o frágil equilíbrio do nosso planeta. A excessiva utilização de matérias-primas naturais, a poluição do ar, dos rios e oceanos, a poluição e desgaste dos solos, as alterações climáticas pelo aumento global de temperatura e alteração de ecossistemas, a extinção de aproximadamente 60% de espécies nos últimos 80 anos, o cenário não é nada positivo. A sustentabilidade do planeta é também a sustentabilidade da humanidade – sem uma sociedade próspera, o equilíbrio não é possível.

Em 2015 as Nações Unidas lançaram a Agenda 2030, com 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, citando a informação disponibilizada pela ONU:

“A Agenda 2030 é uma agenda alargada e ambiciosa que aborda várias dimensões do desenvolvimento sustentável (sócio, económico, ambiental) e que promove a paz, a justiça e instituições eficazes. Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável têm como base os progressos e lições aprendidas com os 8 Objetivos de Desenvolvimento do Milénio, estabelecidos entre 2000 e 2015, e são fruto do trabalho conjunto de governos e cidadãos de todo o mundo. A Agenda 2030 e os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável são a visão comum para a Humanidade, um contrato entre os líderes mundiais e os povos e “uma lista das coisas a fazer em nome dos povos e do planeta”.”

“17 Objetivos para transformar o nosso mundo”

  • Erradicar a pobreza
  • Erradicar a fome
  • Saúde de qualidade
  • Educação de qualidade
  • Igualdade de género
  • Água potável e saneamento
  • Energias renováveis e acessíveis
  • Trabalho digno e crescimento económico
  • Indústria, inovação e infraestruturas
  • Reduzir as desigualdades
  • Cidades e comunidades sustentáveis
  • Produção e consumo sustentáveis
  • Ação climática
  • Proteger a vida marinha
  • Proteger a vida terrestre
  • Paz, justiça e instituições eficazes
  • Parcerias para as implementações dos objetivos.

A lista está apresentada, os objetivos identificados, porém a ação tarda.

Esperemos que nos próximos nove anos que faltam até 2030 alguma coisa se faça, os últimos cinco foram de poucas e por vezes ineficazes iniciativas. O trabalho deverá ser conjunto, de cidadãos, governos e empresas. 2030 é uma data ambiciosa? Sim, é. Porém, é uma data que reflete a urgência da situação.

Podemos sempre desresponsabilizar-nos, dizermos que as nossas ações nada significarão ou valerão, enquanto indivíduos isolados. Será que os nossos descentes compreenderão esse baixar de braços?

Paulo Gil Cardoso/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER