BlogFutebol

Portugal vence Turquia e está na final do play-off

MILENIO STADIUM - PORTUGAL TURQUIA - FBL-WC-2022-EUROPE-QUALIFIERS-POR-TUR
Portugal’s forward Diogo Jota celebrates after scoring a goal during the World Cup 2022 qualifying semi-final first leg football match between Portugal and Turkey at the Dragao stadium in Porto on March 24, 2022. (Photo by MIGUEL RIOPA / AFP)

 

A seleção nacional carimbou esta quinta-feira a presença na final do caminho 3 do play-off de qualificação para o Mundial2022 ao vencer a Turquia (3-1), no estádio do Dragão, no Porto.

Perante mais de 48 mil espectadores nas bancadas, as quinas, que apresentaram novidades no “onze” titular – Diogo Costa e Otávio – entraram fortes e tiveram logo uma excelente situação, aos 11 minutos, com Diogo Jota, em cima da baliza, a desviar por cima da barra um livre de Bruno Fernandes.

Pouco depois celebrou-se mesmo no Dragão. Numa jogada rápida de ataque, Bernardo Silva conduz a bola até à área remata ao poste e na recarga Otávio atirou certeiro para o primeiro golo. Marcava o cronómetro 15 minutos.

Os turcos reagiram e Diogo Costa tirou a bola do caminho de Calhanoglu, que estava em boa posição para o remate, e logo depois Kutlu cabeceou a rasar o ferro.

Pouco antes do intervalo (42), as quinas aumentaram a vantagem, num cabeceamento de Diogo Jota a cruzamento de Otávio, com a bola a passar entre o guarda-redes e o poste.

O segundo tempo começou com mais um lance de perigo para a seleção lusa, com Bernardo Silva a obrigar Cakir a defesa apertada.

Portugal continuou por cima do jogo, desenvolvendo várias jogadas de ataque que só não terminaram no fundo das redes por alguma desconcentração.

E contra a corrente, numa altura em que o ritmo estava a quebrar, a Turquia reduziu, aos 65 minutos, por Burak Yılmaz, numa jogada em que a defesa portuguesa reagiu tarde e deixou o avançado fugir à marcação e ficar só com Diogo Costa pela frente.

A formação comandada por Fernando Santos voltou a tomar conta da partida e Otávio respondeu com um cabeceamento ao lado.

Aos 82 minutos, José Fonte tocou no pé de Enes Unal e após analisar as imagens, alertado pelo VAR, o árbitro assinalou grande penalidade contra Portugal. Quando as coisas se pareciam complicar, Burak Yılmaz atirou a bola por cima para delírio do Dragão, que festejou o falhanço como se de um golo se tratasse.

Os restantes minutos de jogo foram de sofrimento para segurar o 2-1, sem nunca abdicar do ataque à procura do tento da tranquilidade lusa, que chegou já nos descontos (90+4), por Matheus Nunes. Ronaldo ainda atirou à barra.

A final do Campinho 3 do play-off está marcada para o próximo dia 29 de março, pelas 19.45 horas, novamente do estádio do F. C. Porto.

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER