BlogMundo

Oligarca russo movimentou 276 milhões de euros através de tatuador suíço

milenio stadium - oligarca Suleiman Kerimov
XIV St. Petersburg International Economic Forum 14 Петербургский международный экономический форум Керимов Сулейман

 

Documentos dos Pandora Papers revelaram que um oligarca russo conseguiu esconder a fortuna, imóveis de luxo e movimentar centenas de milhões de euros apesar de ser alvo de sanções internacionais.

Suleiman Kerimov é um dos oligarcas mais ricos da Rússia. Só com as suas participações na energética Gazprom e no banco estatal Sberbank terá lucrado 19,3 mil milhões de euros. Pertence ao “círculo íntimo dos oligarcas” de Vladimir Putin e por isso foi alvo de sanções económicas. Porém, através de uma série de empresas fachada e testas de ferro, conseguiu colocar a salvo grande parte da sua fortuna.

Uma investigação do Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação (ICIJ) aos Pandora Papers deixou a nu as fragilidades do sistema bancário internacional e os vários obstáculos à eficácia das sanções económicas.

Tatuador suíço transferiu 276 milhões de euros

Os documentos consultados pela BBC mostram que uma empresa atribuída a um tatuador suíço transferiu mais de 276 milhões de euros para firmas ligadas a Suleiman Kerimov. A investigação descobriu ainda outros movimentos financeiros superiores a 644 milhões de euros e a existência de vários testas-de-ferro para esconder a propriedade de imóveis luxuosos, incluindo a mais cara casa geminada do Reino Unido.

Desde 2018 que Suleiman Kerimov, um humilde economista que se tornou multimilionário com investimentos após o colapso da União Soviética, está sob sanções económicas norte-americanas por pertencer ao governo da Federação Russa. A 15 de março deste ano, também a União Europeia e o Reino Unido decretaram sanção contra o russo.

Casa geminada vendida por 95 milhões de euros

Um contabilista suíço, Alexander Studhalter, terá servido como testa de ferro para registar vários imóveis que na realidade eram do oligarca russo. Entre as propriedades escondidas estavam casas na Riviera francesa e em Londres, incluindo a mais cara casa geminada do Reino Unido que, em 2013, terá sido vendida por 95 milhões de euros à família real do Catar.

Em novembro de 2004, Kerimov quase morreu após um acidente em Nice, no sul de França, no qual destruiu totalmente um Ferrari Enzo no valor de 600 mil euros.

Mais de 4 mil russos nos Pandora Papers

Refira-se que Suleiman Kerimov é apenas um dos mais de 4 mil russos identificados nos Pandora Papers Rússia, uma nova linha de investigação do ICIJ e parceiros a oligarcas russos, aberta após a invasão da Ucrânia.

JN/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER